Albert Einstein e o Aneurisma

()
()
Albert Einstein morreu em 18 de abril de 1955, aos 76 anos, vítima de um aneurisma de aorta que desencadeou uma hemorragia interna, aparentemente se negando a uma segunda cirurgia. Mas a história não é tão simples assim, ele foi operado em 1949 do mesmo aneurisma pela equipe de Dr Rudolph Nissen, por uma técnica que na época era considerada atual, o wrapping, ou seja, envolvendo o aneurisma com celofane, com o intuito de causar um extenso processo inflamatório e impedir o contínuo crescimento do mesmo. De certo modo a cirurgia foi efetiva por 5 anos. Somente 10 anos depois que a cirurgia aberta tradicional de aneurisma começou a ser aplicada de forma mais ampla, pelo Dr Michael DeBakey e Dr Denton Cooley. O tratamento atual para o aneurisma de aorta abdominal poderia ser o uso de endopróteses e stents endovasculares para a exclusão completa do aneurisma. Veja mais:

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil…

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

LEIA TAMBÉM:  Mas você é magra, como pode ter uma doença de gordura?

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.

Marcações: