De volta ao topo

Albert Einstein e o Aneurisma

Albert Einstein morreu em 18 de abril de 1955, aos 76 anos, vítima de um aneurisma de aorta que desencadeou uma hemorragia interna, aparentemente se negando a uma segunda cirurgia. Mas a história não é tão simples assim, ele foi operado em 1949 do mesmo aneurisma pela equipe de Dr Rudolph Nissen, por uma técnica que na época era considerada atual, o wrapping, ou seja, envolvendo o aneurisma com celofane, com o intuito de causar um extenso processo inflamatório e impedir o contínuo crescimento do mesmo. De certo modo a cirurgia foi efetiva por 5 anos. Somente 10 anos depois que a cirurgia aberta tradicional de aneurisma começou a ser aplicada de forma mais ampla, pelo Dr Michael DeBakey e Dr Denton Cooley. O tratamento atual para o aneurisma de aorta abdominal poderia ser o uso de endopróteses e stents endovasculares para a exclusão completa do aneurisma.
Veja mais:

About the author
Prof Dr Alexandre Amato
Doutor em Ciências pela USP
Professor de Cirurgia Vascular da UNISA
Especialista em Cirurgia Vascular e Endovascular pela SBACV
Especialista em Ecografia Vascular pelo CBR

Autor

Prof. Dr. Alexandre Amato: Cirurgião Vascular em São Paulo

Prof. Dr. Alexandre Amato
Cirurgião Vascular, Endovascular e Ecodoppler
Tratamento de varizes com laser(11) 5053-2222
Tudo sobre varizes e doenças vasculares
www.vascular.pro
Clínica de Cirurgia Vascular: Tratamento de VarizesAv Brasil, 2283, São Paulo, SP
FacebookTwitterYoutubeLinkedin

 

Amato, ACM. Cirurgia Vascular: O que você não pode ignorar. 1ª. edição. 2017
Amato, ACM. Procedimentos Médicos: Técnica e Tática. 2ª edição. 2016. Roca 
Amato, MCM. Manual do Médico Generalista na era do conhecimento. 2014. Roca