Aneurismas venosos

()

Aneurismas venosos

2020-04-20 22:20:43
()
Os aneurismas venosos foram deixados de lado pela pesquisa científica e são pouco lembrados na prática vascular, apesar de muito frequentes. Por causa da grandiosidade e risco clínico dos aneurismas arteriais, os aneurismas venosos foram deixados de lado pela pesquisa científica e são pouco lembrados na prática vascular, apesar de muito frequentes. Podem ocorrer em qualquer veia do corpo, sendo relativamente frequentes na veia jugular, nas veias das pernas e nas veias das mãos. Aparecem clinicamente como uma “bolinha” que enche e esvazia de sangue venoso. Ocorrem principalmente em veias varicosas, situação na qual o tratamento das varizes leva ao tratamento do aneurisma venoso. A técnica cirúrgica pode ser a ligadura, a exérese (a retirada), o laser, a espuma e outros; mas a melhor indicação depende da localização e deve ser discutida com o seu médico. Em alguns casos, dependendo do tamanho e localização, somente a observação clínica e acompanhamento com exames pode ser o suficiente. O aneurisma venoso também pode se formar em decorrência de uma fístula artério venosa, mais comumente as realizadas para hemodiálise. As veias não suportam a pressão arterial e acabam diladando e formando brandes aneurismas em membro superior. Nesse caso, a decisão da ligadura ou não da fístula deve ser feita em conjunto com o nefrologista e com a perspectiva de um transplante renal.     PS: Aneurisma é a dilatação de um vaso (arterial ou venoso) em mais do que 50% do seu diâmetro

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil…

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Tratamentos possíveis:

()
Sempre procure seu médico para indicar o melhor tratamento. Não faça auto medicação.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.