De volta ao topo

escleroterapia

Escleroterapia: aplicação nos vasinhos

Lipedema

Escleroterapia: guiada ou não pelo ultrassom.

Campanha alerta para riscos de tratar varizes e vasinhos nas pernas

Aqueles vasinhos e varizes que tanto incomodam e são esteticamente desagradáveis merecem atenção especial e podem ser sinal de um problema circulatório mais sério. Estudos nacionais apontam que 37,5% da população brasileira têm varizes.

Aplicação e Escleroterapia

Escleroterapia para deixar as pernas bonitas

A escleroterapia, também chamada de "aplicação" ou até mesmo de  "queimar vasinhos" é um procedimento médico realizado para o tratamento de vasos sanguineos dilatados ou mal formações, ou seja varizes nos mais diversos tamanhos. Na maior parte dos casos tem o objetivo estético, porém também é utilizado como tratamento da doença.
Um liquido, espuma, laser ou termocoagulador é utilizado como esclerosante, injetado ou aplicado sobre a veia, causando uma alteração nas células do vaso fechando-o. Quando o liquido ou espuma continua na circulação e atinge vasos maiores é diluido pelo sangue e perde seu efeito. O laser funciona apenas em um comprimento de onda, ou seja, ele possui um alvo, no caso a hemoglobina das células vermelhas. Ao atingir a hemoglogina, aumenta a temperatura local, a ponto de ebulição, fechando o vaso por causa do calor.

Escleroterapia somente com cirurgião vascular

com o cirurgião vascular

Campanha da SBACV para a realização da escleroterapia com o profissional correto, o cirurgião vascular.

Páginas

Subscrever RSS - escleroterapia