Acesso Venoso Central

  • admin 
Acesso Venoso Central
()

Passamos cateter para punções vasculares. Equipe muito experiente. 

Sven-Ivar Seldinger descreveu, em 1953, a técnica para a realização de arteriografia percutânea. Essa técnica atualizada é utilizada para a maioria das punções vasculares. A punção venosa central pode ser feita com cateter simples com protetor de agulha tipo Intracath®, cateter de duplo ou triplo lúmen tipo Shiley, pela técnica de Seldinger modificada.
Existem cateteres de longa permanência tunelizáveis, tipo PermCath® e cateteres com introdutores removíveis por sistema de separação bilateral (“Pell away”).
A implatação dos cateteres endovenosas se deve à necessidade de infusão de medicamentos por longos períodos, ou substâncias que não podem ser infundidas em veias periféricas, como a nutrição endovenosa ou quimioterápicos.
O procedimento pode ser realizado sob anestesia local e, em alguns casos, com sedação. O uso do ultrassom para guiar a punção diminui os riscos de intercorrências, e o uso da fluoroscopia permite a localização precisa do material intravascular. É um procedimento que pode ser realizado em regime de hospital dia.
A colocação de cateteres deve ser realizada por cirurgião vascular treinado em ambiente apropriado. Dr Alexandre Amato e equipe publicaram capítulos sobre o assunto: Punção Vascular EcoguiadaAcesso Venoso CentralAcesso Vascular por dissecção venosa
O vídeo abaixo mostra a colocação de um cateter tunelizável de longa permanência.
 

 

Fonte: Procedimentos Médicos: Técnica e Tática, Edition: 2, Chapter: 14, Publisher: Grupo Gen, Editors: Alexandre Campos Moraes Amato

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.