Aneurisma de Artéria Esplênica

  • admin-amato 
  • 1 min read
Aneurisma de artéria esplênica
()

O Aneurisma de artéria esplênica consiste na dilatação da artéria que nutre o baço. 

O Aneurisma de artéria esplênica consiste na dilatação da artéria que nutre o baço. Pode ocorrer por diversas causas associadas, incluindo a exposição ao hormonio feminino. Por isso, a frequencia é maior nas mulheres do que nos homens. Outras doenças que podem contribuir são a fibrodisplasia, a aterosclerose, a pancreatite a poliarterite nodosa e o trauma. O risco de ruptura é de 10%, porém em gestantes consiste em 20 a 50% dos aneurismas viscerais rotos. Quando a ruptura ocorre na gestação a mortalidade materna é de 70% e fetal de 75%. A ruptura é catastrófica, com 36% de mortalidade. Muitos não apresentam sintoma nenhum e são achados em exames.

Existem vários tratamentos, que devem ser avaliados pelo seu cirurgião vascular e endovascular.

  • Observação e acompanhamento
  • Correção por cirurgia aberta
  • Correçao por cirurgia endovascular

E isso depende do quê?

  • Do tamanho
  • Da localização
  • Dos riscos e comorbidades
  • Do tipo
  • Da forma (sacular, fusiforme)

Por isso é essencial o acompanhamento com o especialista: o cirurgião vascular.


Autor: Prof. Dr. Alexandre Amato

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.

Marcações:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.