DAOP: Quando a perna infarta

Artéria

A claudicação intermitente pode parecer apenas um incômodo temporário nas pernas durante uma caminhada, mas pode ser um sinal de uma condição mais séria: a Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP). Comum em pessoas acima de 50 anos, a DAOP é caracterizada pelo estreitamento gradual das artérias, geralmente causado por placas de gordura, que pode resultar em sintomas mais graves, como dor nas pernas, feridas que não cicatrizam e até mesmo doença coronariana. No entanto, é possível prevenir e controlar a DAOP com mudanças no estilo de vida, como a prática de exercícios físicos, controle do peso e abandono do tabagismo. O acompanhamento rigoroso com um médico especialista, como o cirurgião vascular, é fundamental para garantir o melhor tratamento e resultados para a saúde vascular.

No vídeo, o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular, fala sobre a claudicação intermitente, um sintoma da doença arterial obstrutiva periférica que é caracterizado por dor que ocorre em membros inferiores quando há uma obstrução da artéria, devido à falta de oxigênio para nutrir os músculos. O paciente sente a dor durante exercícios, como caminhar, e é obrigado a parar e descansar. A claudicação intermitente pode ocorrer em membros superiores e intestinal e é decorrente de uma doença crônica, que pode ser controlada com hidratação, exercícios e mudanças de hábitos de vida, como parar de fumar, controlar o colesterol e a pressão arterial e ter uma dieta saudável.

Olá, sou o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, e hoje vou falar sobre a claudicação intermitente. O que é a claudicação intermitente? Claudicar no dicionário de português é “mancar”, mas Claudicação intermitente é um sintoma da doença arterial, da aterosclerose e da doença arterial obstrutiva periférica que já comentei em outros vídeos. A claudicação intermitente mais típica ocorre em membros inferiores. Então quando há uma obstrução da artéria, não chega sangue suficiente para nutrir os músculos. Então, o que o paciente vai sentir? Vai sentir dor. E essa dor vai aparecer quando a musculatura precisar de mais oxigênio. Quando isso acontece? Quando está fazendo exercício. E o exercício pode ser uma mera caminhada. Então, o paciente vai sentir a dor da seguinte forma: ele vai caminhar uma determinada distância. Vai começar a sentir dor. Essa dor vai se tornar intolerável. Ele precisa parar por causa dessa dor. Ele vai parar, vai descansar um pouco e vai voltar a caminhar. Essa distância ela tende a ser sempre igual. Ela pode ir aumentando ou diminuindo com a progressão, a piora da doença ou pode aumentar com a distância percorrida, com o tratamento da doença. Então a claudicação intermitente ocorre em membros inferiores mas pode ocorrer em membros superiores também. Se fizer exercícios em membros superiores e tiver uma obstrução arterial, pode haver comprometimento da musculatura pela falta de oxigênio e acabar desencadeando uma dor semelhante. Quando isso acontece na vida normalmente? então para mulheres quando está fazendo exercício por exemplo lavar uma roupa, pentear o cabelo, fazer o cabelo que tem que fazer leva bastante tempo. Isso pode demandar mais oxigênio do que a artéria consegue suprir e acaba causando essa dor, uma dor em constrição e tem que esperar um pouquinho para depois continuar. Então Essa é a claudicação intermitente de membros superiores. Em membros inferiores, a claudicação já expliquei como é que é. Mas existe também a claudicação intestinal. É uma dor um pouquinho diferente. É uma dor que ocorre depois da alimentação. Então o paciente come o intestino precisa de mais oxigênio para funcionar. Mas se as artérias do intestino estiverem obstruídas. Pode não haver esse fornecimento de oxigênio e o paciente sente uma dor após a alimentação. Essa é a chamada claudicação intestinal. Todas elas são decorrentes de uma doença crônica não uma doença aguda não é algo que aparece da noite para o dia. É uma doença que vai evoluindo lenta e progressivamente. Normalmente começa cedo na vida. As primeiras lesões e com a persistência dos hábitos de vida maléficos como: o tabagismo, como o sedentarismo, como a alimentação errada com muita gordura. Todos esses fatores acabam levando então a progressão da doença e o aparecimento dos sintomas. Uma dica para melhorar os sintomas é a hidratação. Tomar bastante água, tomar bastante líquido. Isso tende a melhorar os sintomas da claudicação. Gostou do nosso vídeo? curta. Compartilhe. Assine nosso canal. Clica no Sininho e até a próxima.

A Claudicação Intermitente é a manifestação mais comum da Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP).
É um desconforto ou dor no quadril, glúteos, coxas, panturrilha ou pés que limita a distância para caminhar e geralmente é aliviada com o repouso por 2 a 3 minutos. Entre os pacientes com DAOP mais grave há incidência de 60% de doença coronariana. Estima-se que 40% dos pacientes com DAOP sejam sintomáticos. Esse quadro resulta em riscos que podem ser evitados quando os pacientes seguem rigorosamente as orientações médicas, retornam às consultas quando solicitado e tomam corretamente os medicamentos prescritos pelo médico, além do controle absoluto dos fatores de risco como fumo, obesidade, diabetes e colesterol elevado.

No vídeo, o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, apresenta seis dicas para limpar as artérias do cálcio, que é um dos principais responsáveis pela aterosclerose. As dicas incluem parar de fumar, tomar medicamentos prescritos pelo médico, fazer exercícios físicos regularmente, seguir uma dieta com baixa gordura, controlar a pressão arterial e o colesterol com exames periódicos. O médico explica que o cálcio nas artérias é causado pela deposição de gordura na parede dos vasos sanguíneos, e que a dieta não precisa ser restrita em relação ao cálcio, mas sim à gordura. Seguindo essas dicas, é possível minimizar a progressão da doença arterial obstrutiva periférica e reduzir seus riscos.

o olá sou doutor alexandre amato cirurgião vascular do instituto amato e hoje eu vou dar seis dicas seis maneiras para você limpar as suas artérias do cálcio é como tirar então o cálcio das suas artérias mas antes disso é inscreva-se no nosso canal aperta lá embaixo naquele naquele sininho para receber as nossas notificações e vamos lá quando a gente tá falando de cálcio nas artérias a gente está falando de aterosclerose aterosclerose ou endurecimento e o intupimento dessas artérias pelo pelo por gordura e por cálcio então o que que a gente pode fazer para limpar essa essas artérias será que algum suco será que alguma fórmula existe alguma maneira de desentupir essas artérias vamos lá tem alguns pontos que são bem simples e que são fáceis de fazer então primeiro deles é parar de fumar o fascismo é o fator de risco principal da aterosclerose e quando eu paro de fumar já ocorre uma melhora significativa o próximo passo é tomar o medicamento indicado pelo médico então existem várias moda sair de não tomar medicação de evitar o uso da medicação mas quando o médico tá indicando para evitar uma piora futura isso é muito importante então quando a aterosclerose o cálcio na parede dos vasos é importante sim seguir a prescrição médica e tomar o medicamento indicado a terceira maneira é fazer exercício físico o exercício físico a importantíssimo para aumentar a actividade da circulação e ele vai diminuir então a deposição de cálcio e gordura na parede dos vasos então o contínuo frequente e regular nada de exercício físico de final de semana o quarto item é a dieta né é uma coisa muito importante que muitas pessoas se enganam é que não é o cálcio na dieta que vai causar o cálcio a placa de cálcio nas artérias então se não é o cálcio não precisa se preocupar com o cálcio do leite com a reposição de cálcio que está sendo dada por osteoporose ou por qualquer outra razão mas é sim a gordura na alimentação então alimentação e a dieta tem que ser voltada para a diminuição do colesterol então basicamente em são dietas com baixo baixa gordura sem fritura sem os queijos amarelos não por causa do cálcio mas por causa da gordura sem torresmo ou pelo menos diminuir bastante salame sal açúcar o próprio carboidrato que ele se transforma muito rapidamente em açúcar quando cai na circulação então a ideia da dieta é diminuir a gordura e não necessariamente o cálcio o quinto item é controlar a pressão arterial a hipertensão arterial é um fator de risco importantíssimo na aterosclerose e consequentemente um dos fatores da deposição de cálcio nas artérias então como que se controla a pressão para se controlar você tem que tratar com acompanhamento médico mas também medir frequentemente a pressão arterial recentemente houve uma paciente que foi há cinco anos no pronto-socorro identificou que tinha pressão arterial alta foi dado uma medicação e nunca mais ela voltou para o médico também nunca e eu a pressão e continuou tomando a medicação então isso não é um controle não é um tratamento é tem que ser feito rigorosamente e tem uma razão para isso porque a hipertensão arterial e a ou seja a pressão arterial alta ela maior parte do tempo ela não causa sintomas é completamente assintomático você não sente a sua pressão elevada e se você não sente você não pode confiar no que você tá sentindo para para tomar ou não a medicação então tem que ser medido corretamente e por último controlar o colesterol no sangue com os exames periódicos então é necessário fazer uma avaliação periódica com o médico fazer a dosagem do colesterol os derivados do colesterol no sangue e fazer esse acompanhamento então seguindo essas seis dicas você vai conseguir limpar as suas artérias das pra o cálcio ou pelo menos senão limpar vai conseguir diminuir a progressão da doença e minimizar o impacto desse problema gostou do nosso vídeo e inscreva-se no nosso canal compartilhe nosso vídeo clica no sininho lá embaixo e até a próxima a e aí e aí e aí e aí e aí

Principais sintomas:

A principio a claudicação intermitente aparece depois de caminhadas relativamente extensas ou grandes esforços, como o ato de subir escadas ou ladeiras. Porém, com a evolução do quadro obstrutivo, diminui a distância para o aparecimento da dor e aumenta o tempo necessário para recuperação. Sua manifestação mais comum é descrita como uma dor tipo cãimbra durante a caminhada, melhorando com a interrupção da mesma. A DAOP é provacada por um estreitamento gradual da luz (cavidade interior) das artérias geralmente causado por placas ateroscleróticas (placas de gordura) A dor pode ser referida como localizada mais comumente nos músculos da panturrilha, mas também pode se localizar nos pés, coxas ou nádegas, dependendo do nível da obstrução arterial.
Pode ocorrer ainda
  • dor nas pernas
  • sensibilidade ao frio (pés difíceis de aquecer ou frios)
  • Adormecimento ou formigamento dos pés ou dedos dos pés
  • impotência sexual
  • Alteração da cor da pele (coloração azulada ou avermelhada, palidez)
  • e em casos mais graves feridas que não cicatrizam

Fatores de risco

  • Idade acima de 50 anos
  • Diabetes
  • Tabagismo
  • Obesidade
  • Pressão Alta (hipertensão arterial)
  • Falta de exercício (sedentarismo)
  • Aumento de colesterol e triglicerides (dislipidemia)
  • Doença coronariana (angina, infarto)
  • História familiar de doença aterosclerótica

Mudança no estilo de vida

Para o sucesso de qualquer tratamento é fundamental que se tome algumas medidas visando mudar o estilo de vida:
  • prática de exercício físico
  • controle rigoroso do peso, hipertensão, colesterol e diabetes
  • abandono do tabagismo
  • abandono ou limitação de bebidas alcóolicas
  • dieta saudável e balanceada

Lembre sempre:

Siga rigorosamente as orientações médicas. O médico é o profissional mais indicado para cuidar do seu caso e tratar da forma mais adequada, visando sempre os melhores resultados para sua saúde. E o cirurgião vascular é o especialista na doença vascular periférica.
 

Neste vídeo, o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, compartilha dicas para manter a saúde vascular e evitar a necessidade de um cirurgião vascular no futuro. As principais dicas incluem:

  • Parar de fumar, pois o tabagismo é um dos principais fatores de risco para aterosclerose.
  • Evitar a obesidade, prestando atenção na alimentação, exercícios e mudanças no metabolismo com o passar dos anos.
  • Realizar exercícios físicos moderados regularmente, que são benéficos para a saúde cardiovascular e possuem efeitos anti-inflamatórios.
  • Seguir uma dieta saudável e anti-inflamatória, como a dieta do Mediterrâneo, que foi bem estudada e comprovada cientificamente.
  • Limitar a ingestão de álcool, consumindo no máximo duas unidades por dia para homens e uma para mulheres.

Adotar um estilo de vida de baixo risco, com alimentação adequada, exercícios, controle do tabagismo, manutenção do peso e moderação no consumo de álcool, pode ajudar a prevenir problemas vasculares no futuro.

Olá, sou o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato e hoje eu vou dar as dicas pra você não precisar do cirurgião vascular, pra você não precisar de mim em algum momento da sua vida. Então, o que você pode fazer hoje, pra não tá sentado aqui no meu consultório ou no consultório de algum outro cirurgião vascular daqui a dez, quinze anos? Saiu um trabalho muito legal que fala dos fatores mais importantes pra manter a saúde vascular e eu achei que valia a pena fazer esse vídeo. Então se você conhece alguém que tem a preocupação com a saúde vascular, pega o link ali em cima, manda por WhatsApp, manda no grupo da família, porque isso aqui é um vídeo profilático, preventivo. Então, como você economizar dinheiro, como você economizar sua saúde e não chegar daqui alguns anos com problemas graves precisando de alguma intervenção. Mas antes disso, me conta da onde você é. Por que você tem algum medo vascular? Quem da sua família tem algum problema vascular? O que você tá tentando prevenir? Escreve lá embaixo nos comentários, eu tiro dicas, ideias pra novos vídeos ali dos comentários, então se vocês não comentarem, eu não fico sabendo, e aí eu não tenho algum assunto legal pra falar às vezes. Então, por favor, me fala qual seu nome, da onde você é, tenho todo o interesse de saber com quem eu tô falando. Então, o artigo dá dicas que se forem realizadas a partir dos quarenta anos, se você for mulher, você ganha 14 anos de vida e se você for homem, você vai ganhar 12,2 anos de vida. É só fazer essas dicas que eu vou passar aqui. São simples, eu eu vivo falando dessas dicas e eles conseguiram calcular o quanto é possível viver a mais executando isso que a gente vive falando aqui. Mas fica aqui que eu vou falar todas elas. E são dicas que podem ser chamadas de low hanging fruit, né? Aquelas frutas que tão baixo na árvores, são aquelas que é só você esticar o braço e pegar, não tá difícil, são fáceis de fazer, tá a disposição de todo mundo, não tem um custo, todo mundo consegue fazer. É muito frequente as pessoas reclamarem: “ah, o médico muito caro, medicamento muito caro, cirurgia muito cara”, mas ninguém parou pra fazer isso no começo da vida. E aí colhe o que plantou, né? Se não fez nada, agora tem os problemas pra serem resolvidos. Agora, se você tá cedo aí, não tem nenhum problema e tá querendo esses 12,2 ou 14 anos a mais, vamos seguir nas dicas. A primeira delas é muito simples, né? Se você não faz, já é tranquilo, você já pode pular pra próxima. Agora, se você faz, é bom você prestar atenção nisso que eu tô falando, que é o tabagismo. Se você fuma, você tem que parar, ponto final. Não tenho que discutir. O cigarro, traz malefícios enormes pra saúde, saúde do pulmão, pra saúde bucal, mas aqui eu sou cirurgião vascular, vou falar da saúde cardiovascular, então o cigarro é um dos principais fatores da aterosclerose e a aterosclerose é sem sombra de dúvidas a doença que mais mata no mundo. Então se você tira o cigarro, você já resolve esse problema. Então só pra você ter uma ideia, o cigarro vai aumentar em sete vezes o risco de claudicação intermitente, de ter uma obstrução arterial em membros, aumenta significativamente o risco de amputação. Então, simplesmente pare de fumar. Se você tem alguma dificuldade, siga no nosso vídeo aqui específico sobre o tabagismo, que eu vou dar dicas como parar de fumar. A segunda dica, você pode não estar com isso agora, mas você tem que se preocupar pra não ter isso no futuro. Então, o que eu quero dizer? Na hora que eu falar o que é a segunda dica, eu não quero que você já pule pra próxima não, porque você tem que ficar ciente de que isso acontecer com qualquer um. Então, não ficar obeso. Veja que eu falei não ficar obeso e não estar obeso. Isso é diferente, porque não ficar obeso vale pra quem tá magro hoje e não estar obeso só vale pra quem tá obeso. A obesidade também é um fator de risco enorme, a obesidade aumenta inflamação, a obesidade aumenta risco cardiovascular, a obesidade aumenta óbito, principalmente a obesidade visceral, a gordura que tá em nas vísceras abdominais. Mas quando eu falo não ficar obeso, é se prevenir. É saber que com o passar dos anos a gente tem uma diminuição do nosso metabolismo. O nosso metabolismo acaba ficando um pouco mais lento e a atuação dos hormônios também muda. Então, se você fizer exatamente o que você faz hoje, a vida toda, você pode não ter o mesmo resultado daqui a alguns anos. Então tem sempre que ficar atento na alimentação, exercício, na atividade física, no que você faz no dia a dia pra evitar a obesidade. Então, é muito importante para sua saúde vascular que você evite ficar obeso. Pra quem quiser se aprofundar no assunto, eu vou colocar um link aqui em cima que eu falo bastante sobre isso, principalmente… Aí sim, esse vídeo pra quem já tá obeso, que aí eu mergulho mais no assunto em dicas de como tratar e melhorar essa situação. A terceira dica é o exercício. Puxa vida, o exercício vale pra todo mundo, não importa quem seja, o exercício, atividade física, principalmente numa intensidade moderada, ela vai manter a saúde cardiovascular por muito mais tempo. Então, a gente precisa da musculatura contraindo bem, tanto pro retorno venoso, quanto a gente precisa do coração bombeando o sangue adequadamente, mas não é só isso. O exercício, ele tem um efeito anti-inflamatório, principalmente quando a gente tá fazendo na intensidade moderada e se a gente mantém essa atividade anti-inflamatória no corpo, a gente evita os danos crônicos da inflamação na nossa vida, que aí pode ser a aterosclerose, diabetes, infarto e vários outros. A quarta grande dica é a dieta saudável. Tudo bem, só que se eu sair perguntando pra todo mundo aí, o que é uma dieta saudável, cada um vai ter uma visão completamente do que é uma dieta saudável. E não quer dizer que um vai tá e todo mundo vai tá errado. Quer dizer que o saudável pra uma pessoa não não precisa necessariamente ser o mesmo saudável pra outra pessoa. Assim como a gente sabe que os carboidratos são desnecessários pra gente formar energia numa dieta cetogênica, a gente sabe também que uma dieta anti-inflamatória vai diminuir a inflamação crônica, eu tenho que falar uma coisa aqui. A dieta que mais foi estudada e que tá comprovada nesse aspecto é a dieta do Mediterrâneo. A dieta do Mediterrâneo, ela tem um aspecto anti-inflamatório, ela também vai diminuir a quantidade de carboidrato como nessas outras dietas que eu falei, mas a dieta do Mediterrâneo ela foi mais bem descrita, delimitada e estudada em pesquisa científica. Não quer dizer que seja só ela que funciona, aqui o que eu tô falando é que você tem que fazer uma dieta saudável, a dieta mais saudável pra você. Que no final é sempre a dieta que vai te manter desinflamado, que vai te manter bem de saúde. Pra quem quiser se aprofundar nesse assunto eu vou colocar um link aqui em cima sobre a dieta anti-inflamatória, vale a pena se aprofundar no assunto. E a quinta dica é limitar a quantidade de álcool ingerida por dia. Então veja, eu tenho um vídeo inteiro falando do álcool, dos benefícios e malefícios do álcool na saúde, mas o que é evidente é que álcool demais atrapalha, piora, danifica, lesa seu corpo. Então, no máximo duas unidades de álcool por dia pra homens, daí pra menos, né? E mulheres, uma unidade pra menos. Então, o que você precisa fazer pra não precisar no futuro do seu cirurgião vascular, é esse estilo de vida de risco baixo, que inclui dieta, alimentação, o exercício, não fumar, a obesidade e limitar a quantidade de álcool ingerida. Gostou desse vídeo? Inscreva-se no nosso canal, compartilhe com seus amigos, clica lá embaixo no sininho e espera que eu vou colocar o próximo melhor vídeo pra você assistir.

>
AI Chatbot Avatar
⚠️ Deve sempre passar em avaliação médica. Esta é uma inteligência artificial e não pode
Rolar para cima
error: Alert: Content selection is disabled!!