fbpx

O Sistema Circulatório

sistema circulatório - Coagulação
()

Imagine um sistema incansável que trabalha a cada segundo para garantir que cada célula do seu corpo receba o oxigênio e os nutrientes que precisa. Esse é o papel do nosso sistema circulatório. Ele é composto de três sistemas vasculares: o sistema arterial, o sistema venoso e o sistema linfático, que transportam o sangue e a linfa. O sistema circulatório tem o importante trabalho de bombear o sangue através do nosso corpo, levando os nutrientes e oxigênio para todas as células e removendo os resíduos. Neste artigo, vamos mergulhar profundamente no funcionamento do nosso sistema circulatório, explorando o papel de cada sistema e como eles trabalham juntos para garantir a saúde e o bem-estar do nosso corpo. Prepare-se para ficar fascinado com a complexidade e a eficiência desse sistema vital!

Sumário

Como funciona nosso sistema circulatório: o papel do sistema arterial, venoso e linfático.

O corpo humano consiste de três sistemas vasculares: o sistema arterial, o sistema venoso e o sistema linfático, que transportam o sangue e a linfa. Nosso sistema circulatório tem o importante trabalho de bombear o sangue através do nosso corpo. As artérias e veias que fazem parte do sistema circulatório. Elas existem nas suas mais variadas formas, tamanhos e comprimentos. Alguns desses vasos são tão pequenos que é impossível vê-los a olho nu, enquanto outros são tão grandes quanto o diâmetro de um dedo.

Nosso sistema circulatório é composto de duas partes separadas: as artérias, que levam o sangue contendo oxigênio e nutrientes do coração para todos os tecidos do nosso corpo; e as veias, que trazem o sangue “usado” e rico em gás carbônico de volta para o coração. O sangue arterial é bombeado em todo corpo, passando pela artéria aorta e muitas outras na nossa grande circulação voltando pelas veias no átrio direito, depois ventrículo e depois para as artérias pulmonares, na pequena circulação, a circulação pulmonar, voltando para o coração esquerdo, átrio esquerdo e depois ventriículo esquerdo. Um terceiro sistema, o linfático, que não carrega sangue é responsável pela drenagem dos restos produzidos pela células através do liquido chamado linfa.

Enquanto as artérias são bombeadas pelo coração e a gravidade ajuda a chegar na periferia, nossas veias precisam de energia para serem bombeadas de volta para o coração. Essa força de bombeamento tem que vencer a gravidade. As veias conseguem fazer esse difícil trabalho porque elas estão dispostas em duas camadas e cada camada contribui com uma maneira diferente, movimentando o sangue de volta para cima.

Sistema circulatorio

Nossas veias profundas passam por dentro de nossos músculos e toda a vez que nós comprimimos ou contraímos a musculatura da perna essas veias são espremidas e o sangue acaba sendo direcionado para cima. Assim como uma pasta de dente. E como todas as nossas veias têm válvulas dentro delas, que impedem o refluxo, esse fluxo sempre vai em uma direção só, ou seja, da perna para o coração.

Como funciona o sistema circulatório?

Enquanto nosso sistema venoso profundo bombeia o sangue, nosso sistema venoso superficial coleta o sangue dos tecidos superficiais. Essas veias superficiais estão dispostas em uma rede de milhares de vasos que estão distribuídos na superfície de nosso corpo e nos tecidos de nosso corpo.

O sistema venoso profundo bombeia o sangue de volta para cima e o sistema venoso superficial coleta mais sangue da nossa pele e tecidos superficiais, movendo para o sistema venoso profundo. Com a contração muscular, esse sangue volta para cima.

A maior parte das vezes esse sistema funciona bem, mas às vezes pode não funcionar. E isso acontece quando a parede dos vasos se dilata afastando as abas das válvulas, que é uma condição genética, hereditária, mas também pode acontecer na gravidez ou com o uso de algumas medicações ou com a idade. E quando essas válvulas não funcionam, o sangue não consegue voltar por nossas veias. Esse fluxo reverso, ou seja, esse sangue que vai na direção contrária, é chamado de refluxo.

Quando o refluxo acontece nas nossas veias, o sangue passa a se acumular em uma região das nossas pernas, causando inchaço. Essas válvulas unidirecionais, quando são danificadas, ou por trauma ou por outros fatores, permite que ocorra o refluxo, causando também o inchaço das pernas.

Um trombo ou coágulo pode ocorrer dentro de um sistema venoso profundo. É chamado de trombose e dificulta a passagem do sangue por ele, causando danos nessas veias e válvulas. Isso acaba acarretando também o represamento de sangue abaixo do trombo. Quando ocorre um represamento sanguíneo, vários problemas podem acontecer, como desconforto na perna, dor, cãibra, cansaço, peso. E algumas pessoas desenvolvem sinais visíveis de doença venosa, como as veias em formato de aranha (teleangiectasias, reticulares), como os vasinhos, as veias varicosas e as úlceras. O represamento do sangue das pernas também pode formar os trombos, que seria a trombose venosa profunda.

O cirurgião vascular é o médico responsável pelo sistema circulatório, tanto pelo sistema arterial, quanto pelo sistema venoso e linfático. Além de cuidar de doenças como o lipedema.

Quem é o cirurgião vascular?

No vídeo, o Doutor Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, explica sobre o que é um cirurgião vascular e como ele chega até o paciente. Ele explica que é preciso se formar em medicina, passar por um vestibular concorrido e fazer uma residência médica de cirurgia geral. Após isso, o cirurgião vascular faz uma residência específica de cirurgia vascular, onde ele aprende sobre o sistema venoso, sistema linfático, tratando de doenças como aterosclerose, aneurismas, stenosis, varizes, trombose e outras doenças linfáticas. Ele menciona também que existem sub-especializações, como cirurgia endovascular. A sociedade brasileira de angiologia e cirurgia vascular regula essas especializações e concede títulos aos médicos.

o olá sou doutor alexandre Amato cirurgião vascular do instituto amato e hoje eu vou responder uma pergunta você sabe quem é o cirurgião vascular quem é o angiologista sabe qual que é o caminho que ele percorreu para chegar até você bom tudo começa com a graduação a faculdade de medicina são seis anos de faculdade durante a graduação em que ele vai aprender todas as áreas da medicina sendo dois anos finais da graduação é o inter mato nesse internato ele já tá dentro do do hospital cuidando de pacientes antes disso ele tava formando as bases teóricas para entrar na faculdade é necessário um vestibular que é extremamente concorrido após isso ele vai entrar na residência médica e a residência inicial para quem quer seguir esse caminho a residência de cirurgia geral na residência de cirurgia geral vai levar entre dois a e dependendo de como vai ser feito também tem uma prova muito difícil para para entrar quem fez angiologia pode ter iniciado com a residência de clínica médica mas quem fez cirurgia vascular pode inicia-se sempre com a residência de cirurgia geral então o cirurgião vascular que fez a formação completa ele também tem a formação em cirurgia geral já tratou e muito no passado doenças comuns na cirurgia geral como hérnia como é hemorróida como apendicite e outras doenças abdominais após a residência médica de cirurgia geral o cirurgião vascular vai para residência médica de cirurgia vascular são mais dois a quatro anos também precisa de uma grande prova difícil para passar nesse momento ele vai aprender as doenças vasculares então o material sistema venoso sistema linfático tratando de doenças como aterosclerose aneurismas stenosis dentro da do rol de doenças venosas varizes trombose e outras doenças linfáticas como linfedema erisipela e muito mais então nesses dois a quatro anos eles já tá bem dedicado a subir especialidade da cirurgia vascular agora quem regula tudo isso é um mac pela via da residência médica graduação então e a sociedade brasileira de angiologia e cirurgia vascular que é a sba cv então ela vai dar a esses títulos né são títulos que vão o cirurgião vascular vai recebendo durante a vida após a residência de cirurgia vascular não e ainda tem muito chão pela frente ainda existem as sub especializações então o após formado em cirurgia vascular então ele já é médico da graduação e já é cirurgião geral da residência de cirurgia geral ele já é cirurgião vascular da residência de cirurgia vascular ele ainda vai se subir especializar então ele pode ser submisso e alisar em cirurgia endovascular que é onde ele aprende os tratamentos modernos realizados dentro dos vasos para colocação de stent embolização e outros procedimentos minimamente invasivos que é arranjo radiologia então eles são caminho para ele chegar na cirurgia endovascular e ele ainda pode fazer a subir especialização em ecografia vascular então como realizar exames ultrassonográficos ecográficos dentro das patologias vasculares então os outros subtítulos ainda outorgados pela sba cê vê que o cirurgião vascular pode almejar ainda mais ele pode seguir a carreira acadêmica se ele quiser ir fazer um mestrado doutorado pós-doutorado pode chegar a ser até o professor de universidade se ele almejar aí uma vida uma vida acadêmica a grande questão aqui nunca acaba o estudo não é muito comum e cirurgião vascular ter passado aí 12 anos de deformação para chegar até a especialização a subir especialização é mas a gente não pode ficar parado né a medicina continua avançando e avança muito rápido boa parte dos procedimentos que eu faço hoje não eram sequer ensinados na faculdade ou mesmo na a residência tem vários exemplos que eu posso dar por exemplo a cirurgia de varizes com laser ela chegou no brasil logo depois que eu terminei a residência então a gente começou a fazer quando ninguém fazia e no momento em que não era ensinado em lugar nenhum hoje talvez já tem algumas residências que que ensinem a cirurgia endovascular também na época eu fui aprender na itália passei um ano lá porque aqui no brasil não era algo disseminado o mesmo outras doenças como o lipe drama que eu tenho falado bastante isso não é comentado em faculdade ou residência nenhuma né então finalizando o cirurgião vascular é um médico outra especializado em realizar um tratamento vascular tanto arterial venoso quanto quanto linfático mas ele passou todo em tom e esses de aprendizado anterior e é capaz de lidar e tratar com a maior parte da das doenças e situações médicas tão por isso sempre que buscar um tratamento para alguma doença vascular busque um cirurgião vascular que tenha passado por todas essas fases que tenha isso no seu currículo disponível na internet e que tenha sido atestado então pela sba cv e aí você tá com certeza em boas mãos gostou do nosso vídeo inscreva-se no nosso canal clica no sininho lá embaixo e até o próximo e aí g1 [Música] e aí

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

>
Scroll to Top
error: Alert: Content selection is disabled!!