O que é vasculite?

Vasculite
()

O que é vasculite?

2014-12-03 17:41:44
()

Vasculite ou angiite: inflamações ou necroses dos vasos sangüíneos, com estreitamento ou obstrução dos vasos.

Vasculite ou angiite é o nome dado às inflamações ou necroses dos vasos sangüíneos. Seus danos causam estreitamento ou obstrução dos vasos, limitando ou até interrompendo o fluxo sanguíneo.

Causas

Diversos fatores podem ser responsáveis pela incidência das vasculites, como por exemplo, agentes infecciosos – bactérias, vírus, protozoário – que agem diretamente na parede do vaso; ou por medicamentos utilizados para combater tais agentes, como penicilina, quinina e antibióticos. Outro fator que causa vasculites é o uso de drogas ilícitas, como heroína e cocaína.

Sintomas

Com sintomas bastante variáveis, os exames realizados regularmente são a melhor opção para identificar e tratar a doença.

Febre de origem desconhecida, perda do apetite, fadiga, suores noturnos, dores nas articulações e músculos, além de pequenas lesões na pele, como nódulos ou úlceras – lesão superficial – podem ser alguns sinais, porém há casos em que o primeiro sintoma foi a necrose, estágio já avançado da inflamação que pode atingir praticamente todos os vasos do corpo humano.

Tratamento

É recomendável o acompanhamento de um especialista já nos primeiros sintomas, pois a  vasculite pode ser sinal para doenças mais graves, como a púrpura de Schönlein-Henoch (ou púrpura alérgica), doença do soro, periarterite nodosa, eritrema nodoso, arterite temporal ou doença de Buerger, a mais grave de todas, pois pode levar à grangena e até mesmo amputações.

Para o tratamento da vasculite é necessária a identificação do agente causador e assim administrado o uso de medicamentos antiinflamatórios, vasodilatadores, analgésicos ou anticoagulantes, e podendo, em casos mais graves, um tratamento cirúrgico ou endovascular ser o mais indicado.

Apesar de todos os cuidados, a vasculite é uma doença persistente e pode não responder corretamente aos tratamentos ou até mesmo aparecer novamente, mesmo depois de concluído o tratamento. Para um melhor acompanhamento desta doença, consultas regulares com profissionais especializados são indicadas.

Os especialistas na área são: angiologistas, cirurgiões vasculares e reumatologistas.

 

O que você achou deste artigo?

LEIA TAMBÉM:  Trombofilia
LEIA TAMBÉM:  Trombofilia

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil…

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.