Varizes com laser pela Bradesco

()

Sumário

A cirurgia de varizes com laser é a técnica mais moderna e mais aceita como melhor resultado tanto a curso prazo como longo prazo. A Equipe do Dr Alexandre Amato já publicou, em revista internacional, em 2018 seus resultados excelentes em mais de uma década de experiência, mostrando que equipes bem preparadas trazem menores riscos e mais conforto no pós operatório. Mas, infelizmente, no Brasil ainda não foi inclusa como técnica de tratamento de cobertura obrigatória pelos convênios e pelo SUS.

O que isso significa?

Que apesar de pagar o convênio direitinho, eles não tem a obrigação de cobrir o pagamento do procedimento moderno, apenas da cirurgia tradicional de varizes, chamada de stripping. A cirurgia convencional para varizes está na lista de procedimentos obrigatórios da ANS (ROL) cadastrado como “Varizes – tratamento cirúrgico de dois membros” e deve ser paga integralmente pelo convênio. Porém, não há cadastro separado para o tratamento com laser. Como a cirurgia com laser requer materiais extras (fibra ótica + equipamento de laser + ecodoppler intraoperatorio + introdutor), as operadoras podem até autorizar a cirurgia, mas não cobrem o custo do material extra, alegando que o procedimento tradicional não os necessita. Eles se baseiam na RESOLUÇÃO NORMATIVA – RN Nº 387, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 no seu art. 12, que diz:  “Os procedimentos realizados por laser, radiofrequência, robótica, neuronavegação ou outro sistema de navegação, escopias e técnicas minimamente invasivas somente terão cobertura assegurada quando assim especificados no Anexo I, de acordo com a segmentação contratada.”

Mas existe alguma solução para isso?

Sim. Várias. A doença varizes (CID i83.9) continua sendo uma doença de cobertura obrigatória. E, apesar de ter um comprometimento estético, continua sendo uma doença que merece tratamento pela doença e não pela parte estética. Além disso, nenhuma cirurgia de varizes é realizada somente pelo laser. Múltiplos procedimentos são feitos no procedimento para um melhor resultado, e vários desses procedimentos são cobertos pelo plano. Então, essas são as soluções possíveis e legais:
  1. O paciente pode não fazer o laser e realizar somente a técnica tradicional, com recuperação mais lenta e mais cortes. O tratamento de varizes é feito, com resultado a longo prazo relativamente bom, mas sem a técnica moderna.
  2. O paciente pode esperar a inclusão da técnica laser no ROL da ANS, mas não vejo uma perspectiva de mudança a curto prazo, apesar da maior parte do mundo moderno já ter adotado a técnica com laser como padrão ouro. Nesse meio tempo é recomendado manter o tratamento clínico de varizes com o uso de meia elástica.
  3. O paciente pode custear o laser e equipamentos necessários para acrescentar a técnica ao seu procedimento, quando usa o hospital e médico credenciados pelo plano. Nesse caso o médico ou equipe cobra a diferença do material e do equipamento do próprio paciente. Esse custo pode ser pago ao hospital, se este for o fornecedor do material e equipamento ou à equipe, se for esta a detentora do material e equipamento necessários. O convênio paga ao hospital o material básico e o extra é cobrado à parte. Nessa situação não há a menor possibilidade de conseguir o reembolso desses valores pagos à parte.
  4. Brigar na justiça para ter o melhor tratamento de varizes à sua disposição. Não sou advogado, e nem posso falar ou prever sobre a decisão de cada juiz, mas posso comentar sobre os dados que serão levados em consideração. A técnica é realmente melhor do que a cirurgia tradicional. E acredito haver possibilidade de conseguir autorização via judicial. Porém, a doença venosa é uma doença de evolução lenta e sem comprometimento da vida, possivelmente entrará na velocidade normal da justiça, sem nenhuma urgência. Ou seja, pode esperar muito tempo pela autorização pela justiça.
  5. MELHOR SOLUÇÃO: utilizar equipe médica e hospital não credenciado, pelo sistema de livre escolha do reembolso médico. Nessa situação todos os valores da cirurgia são cobrados a parte e serão reembolsados pelo plano. Como no reembolso médico os valores são maiores do que no credenciamento, muitas vezes os valores pagos pelas técnicas de cobertura obrigatória são o suficiente para custear os valores do equipamento de laser e material necessários.
LEIA TAMBÉM:  Como Acabar com as Varizes em 7 Dias?

Como a equipe Vascular.pro e Amato – Instituto de Medicina Avançada resolvem esse problema?

Somos um hospital dia nível III não credenciado pela Bradesco. No inicio pode parecer uma desvantagem, pois não se usa a carteirinha para passar com o médico, mas, no final, a vantagem é gigante. Como fazemos todos os procedimentos pelo reembolso auxiliado, os valores pagos muitas vezes são adequados para custear a cirurgia de varizes com laser integralmente, mesmo não havendo cobertura desses materiais extras. É necessário avaliação com o cirurgião vascular e a solicitação de uma prévia de reembolso. Serão duas contas separadas, que deverão ser reembolsadas pelo convênio: tanto os honorários médicos da equipe completa (cirurgião principal, cirurgião auxiliar, anestesista e instrumentador) quando as despesas hospitalares. Os convênios tentam ao máximo direcionar seus pacientes para o médico e hospital credenciado porque conseguem conter custos, às custas de limitar o uso das melhores e mais modernas técnicas.

Quer fazer cirurgia de varizes com laser pelo plano?

A melhor saída é o reembolso médico. Não é a única saída, mas é a solução mais rápida, legal e com maior probabilidade de cobertura integral que existe.

Mas um hospital dia é seguro?

Um hospital dia nível III é um hospital com capacidade de fazer tratamentos MUITO mais complexos do que a cirurgia de varizes com laser, e, a equipe Vascular.pro e Amato – Instituto de Medicina Avançada realiza o procedimento com anestesia local e sedação, diferente dos hospitais gerais credenciados que optam, na maior parte das vezes pela Raquianestesia e/ou Anestesia Geral. Essa diferença pode parecer pequena, mas traz enormes vantagens no tempo de recuperação e diminui riscos de trombose e infecção hospitalar. É possível resolver o problema pela manhã e à tarde já estar em casa se movimentando adequadamente. A associação de técnicas cirúrgicas modernas, com técnicas anestésicas multimodais permite a recuperação mais rápida com menores riscos.
LEIA TAMBÉM:  Gravidez e Doença Venosa

Mas não vai custar nada mais mesmo a cirurgia de varizes com laser pelo Bradesco?

Bom, existem vários planos na Brasdesco seguros com diferentes valores de reembolso. Na grande maioria os valores reembolsados são suficientes para cobertura integral do procedimento de varizes com laser. Mas só existe uma maneira de ter certeza. Realizando uma prévia de reembolso. E, para realizar uma prévia de reembolso, é necessário uma consulta médica com o cirurgião vascular.

Como funciona o reembolso dos honorários médicos e das despesas hospitalares?

As operadoras que oferecem o direito à livre escolha do médico dão direito ao reembolso dos honorários médicos. Para isso é enviado uma carta solicitando o valor da prévia do reembolso. Sabendo esse valor máximo é possível negociar com seu médico. Costuma-se aceitar o valor real do reembolso desde que cubra os custos mínimos estabelecidos pela equipe.
A previa de honorários médicos não contempla os valores das despesas hospitalares, apesar disso alguns planos oferecem o reembolso das despesas hospitalares também. Não há como saber o valor a ser reembolsado pelas despesas hospitalares, pois as operadoras não emitem um valor de prévia de reembolso desses valor, embora seja uma informação de direito do paciente. Mas, para isso, existem tabelas padrões que devem ser seguidas pelos planos.

Mas quero operar com outra equipe que não seja da Vascular.pro. Como faço?

O Amato – Instituto de Medicina Avançada é um hospital dia aberto para cirurgiões externos, desde que devidamente credenciados. Você pode conversar com seu cirurgião vascular e sugerir essa solução. Estamos à disposição para recebê-los. Além disso, oferecemos a possibilidade de assistência ao procedimento do laser para aqueles que não estejam versados na técnica. Muitas vezes médicos externos não sabem otimizar o reembolso médico, mas podemos ajudá-los nesse processo. De qualquer maneira, se você tem seu cirurgião vascular de estimação, pode trazê-lo para nossas instalações e auxiliaremos no processo integral da cirurgia de varizes com laser.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.