fbpx

A cirurgia de varizes

cirurgia venosa de varizes
()

Sumário

Tratamento atual de varizes

Cada vez mais os procedimentos minimamente invasivos (como o tratamento de varizes com laser) têm substituído as grandes cirurgias abertas convencionais para tratar veias varicosas ou varizes, apesar disso, a cirurgia tradicional (também chamada de convencional ou stripping) de varizes continua sendo uma alternativa para certos casos bem específicos. A grande maioria das vezes as termoablações com laser são preferíveis às técnicas tradicionais, como já demonstrado em diversos estudos. Porém, por mais incrível que pareça, muitos convênios e seguradoras ainda não cobrem a cirurgia de varizes com laser. A equipe do Dr Alexandre Amato publicou em pesquisa internacional a maior experiência brasileira com excelentes resultados em cirurgia de varizes com laser e executa a técnica há mais de década no Brasil, tendo ensinado gerações de cirurgiões vasculares a realizar o procedimento com excelentes resultados. Além da técnica apurada, encontramos maneira completamente legal de realizar o procedimento de cirurgia de varizes com laser pela seguradora de saúde.  

Como decidir o melhor tratamento de varizes no seu caso?

Sabe que tem varizes e também já foi indicado cirurgia… mas não sabe qual a melhor técnica para você? Não se preocupe. Por isso é necessário avaliação médica para saber qual o melhor tratamento no seu caso. Dê preferência para ser avaliado por equipe experiente nas mais modernas e melhores técnicas cirúrgicas.

 A decisão sobre qual tipo de cirurgia deve ser realizado varia de acordo com as condições clínicas do paciente, a localização das varizes, o tamanho e a extensão delas e a gravidade da presença de refluxo venoso, ou seja, quando as válvulas das veias que deveriam “segurar” o sangue permitem que ele retorne livremente pela veia. Por isso o cirurgião vascular é indicado para ajudar a tomar essa decisão. Numa conversa franca sobre todas as possibilidades de tratamento, seu médico vai propor os tratamentos possíveis e oferecer informações e tirar dúvidas sobre todos eles.

Cirurgia de Varizes: cirurgia com laser, cirurgia tradicional e microcirurgia

As cirurgias de varizes devem ser realizadas sempre por cirurgiões vasculares, e os pacientes que podem se sujeitar a elas são aqueles cujos sintomas indicam doença mais complexa. Esses podem ser, por exemplo, vasos com diâmetro maior, presença de úlceras ou infecção. Para que se decida sobre realizar a operação ou não, o paciente será avaliado, não somente pela gravidade da doença dele, mas também pelas suas condições de saúde de uma forma global, além de ter aval do anestesista.

Como é a cirurgia de varizes tradicional?

 
    As técnicas cirúrgicas tradicionais consistem na ligadura ou na retirada das veias, sendo que a escolha do procedimento mais adequado depende da localização, tamanho e extensão dos vasos afetados. Quando se opta pela retirada da veia, é introduzido um fio guia através dela em uma das extremidades que segue até o outro ponto a ser ligado. Assim, corta-se através da pele outros vasos que se ligavam a este principal, mas que serão preservados. Na extremidade do fio guia é ligada a ponta do vaso que se quer retirar, e então o cirurgião puxa o vaso até sua completa retirada. Os pequenos cortes são fechados com poucos pontos, sendo usados posteriormente curativos compressivos para evitar hematomas.
 
 Como é o pós operatório da cirurgia de varizes convencional?
 
Após a cirurgia, é comum dor de intensidade moderada a forte, controlada por analgésicos comuns. Também é indicado que se caminhe de 5 a 10 minutos aproximadamente a cada hora, não sendo bom ficar muito tempo em pé ou sentado (orientações podem variar por cirurgião e técnica escolhida). Além disso, quando estiver parado, as pernas devem ficar levantadas acima do nível do coração para melhorar o retorno venoso e evitar inchaços. Os hematomas são comuns e levam até 6 semanas para desaparecerem.
 
Por ser uma cirurgia muito mais agressiva que a termoablação com laser, devemos ficar muito atentos no pós operatório: imediatamente após a cirurgia há três situações principais em que o cirurgião vascular deve ser chamado: 
  1. quando há sangramento que atravessa o curativo várias vezes, apesar de ser compressivo e ter sido trocado recentemente,
  2. no caso de a ponta do pé ficar fria e azul (o curativo pode estar muito apertado) e se
  3. houver inchaço ou dor na perna que não alivia com as medicações.

 

A longo prazo o resultado da cirurgia tradicional pode ser semelhante às técnicas mais modernas, porém as cicatrizes são maiores, o tempo de recuperação e riscos no pós operatório também são maiores. 

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

>
Rolar para cima
× Precisa de ajuda? Fale conosco! Available from 08:00 to 20:30