Ficar em pé muito tempo causa varizes?

()

Ficar em pé muito tempo causa varizes?

()

Enquanto o coração leva o sangue para os órgãos pelas artérias, as veias são responsáveis pelo retorno desse sangue, mas o coração sozinho não tem força suficiente para esse retorno. A musculatura da batata da perna é responsável pelo retorno do sangue pelas veias para o coração, e é chamada de bomba periférica ou coração periférico.
A falha da bomba periférica é causada usualmente por deficiências das válvulas venosas. Essas válvulas podem falhar, mas causar sintomas somente mais tarde, quando já ocorreu dano na pele e tecido subcutaneo. Nao existe, no momento, maneira efetiva e definitiva de fazer as válvulas voltarem a funcionar corretamente. O uso da meia elástica (prescrita pelo médico) pode auxiliar o funcionamento dessas válvulas pois diminuem o diâmetro venoso enquanto estão sendo usadas, efeito que desaparece logo após sua retirada.
O fato de ficar muito tempo em pé não causa varizes, mas em pacientes com válvulas danificadas, elas aparecerão mais rapidamente, ficando piores e mais graves. Sendo então um fator de piora, mas não desencadeante de varizes.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil…

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.

Marcações: