()

Lúpus eritematoso sistêmico, conhecido como LES ou lúpus, é uma doença crônica (longo prazo) que provoca a inflamação sistêmica que afeta múltiplos órgãos.

Fatos Rápidos

  • Lúpus ocorre dez vezes mais frequentemente em mulheres do que em homens.
  • O tratamento depende dos órgãos envolvidos.
  • O envolvimento dos rins e/ou do cérebro é a manifestação mais grave de lúpus.
  • As pessoas podem viver bem com lúpus se trabalham ativamente pela boa saúde.
  • Exposição ao sol pode levar a erupções de lúpus.
  • Planeje cuidadosamente sua gravidez; Lúpus pode aumentar durante a gravidez e pode afetar o seu resultado.

Além de afetar a pele e as articulações, pode afetar outros órgãos do corpo como os rins, o tecido que reveste os pulmões (pleura), o cérebro e o coração (pericárdio). Muitos pacientes sentem fadiga, perda de peso e febre.

Os sinais de Lúpus variam de leve a grave. A maioria dos pacientes tem momentos onde a doença está ativa, seguidos por momentos onde a doença está sobretudo silenciosa – referido como uma remissão. No entanto, há muita razão para ter esperança. Melhorias no tratamento têm melhorado extremamente a qualidade de vida destes pacientes e aumentaram a expectativa de vida deles.

O especialista responsável pelo tratamento do lúpus é o reumatologista.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.

Marcações:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.