fbpx

Inchaço

perna inchada
()

O inchaço ou edema é um sintoma muito comum a vários tipos de doenças, que podem afetar diferentes órgãos, sistemas e tecidos do organismo. É caracterizado por aumento na região, seguido ou não de dor, especialmente nos membros inferiores quando é causado por alguma doença vascular. Veja a seguir o que pode causar o inchaço e qual médico procurar diante deste problema.

O que é inchaço

O inchaço é um aumento do volume da área examinada que pode ser causado por trauma ou acúmulo de líquidos. Algumas vezes é acompanhado de dor e alteração da coloração da pele.

O inchaço, cujo termo técnico é edema, é mais comum na região dos membros inferiores, como pernas, tornozelos, pés, braços e barriga. Estes locais também são aqueles que despertam mais atenção do médico, pois podem indicar alguma doença grave.

YouTube video

 

Possíveis causas do inchaço

Dentro da área da cirurgia vascular, existem algumas causas comuns para o inchaço e falaremos delas adiante:

Trombose Venosa Profunda – TVP

A trombose venosa profunda é uma doença grave, por vezes silenciosa, que se caracteriza pela formação de coágulos sanguíneos dentro das veias. 

Esses coágulos, também chamados de trombos, causam obstrução das veias e podem dificultar o retorno venoso. A trombose venosa profunda atinge a camada mais profunda e é mais comum nos membros inferiores, na região das pernas.

Além do inchaço, outros sintomas comuns são:

  • Dor na perna que vai se intensificando com o tempo;
  • Vermelhidão;
  • Aumento discreto da temperatura na perna afetada;
  • Pele mais rígida e dolorida.

Uma complicação bastante comum da TVP é a embolia pulmonar que acontece quando pequenos pedaços de sangue se desprendem do trombo maior e seguem o fluxo sanguíneo até chegar às artérias que alimentam o pulmão. 

É quando ocorre a falta de troca de oxigênio do sangue no órgão e alguns sintomas surgem, como dor no peito, falta de ar e tosse. Além da embolia pulmonar, outras complicações da TVP são a flegmasia cerúlea alba, flegmásia cerúlea dolens e a síndrome pós trombótica.

Linfedema

O linfedema atinge o sistema linfático e também é provocado por uma obstrução nos vasos. O sistema linfático é responsável pelo transporte e pelo equilíbrio da quantidade de líquidos pelo organismo, além de eliminar toxinas.

Quando ocorre uma obstrução, o corpo fica com excesso de líquidos o que caracteriza o inchaço. Outros sintomas comuns são:

O linfedema é mais comum nas pernas, mas também pode acontecer na região do pescoço e nos braços. É uma ocorrência comum quando o indivíduo faz tratamento contra câncer e precisa retirar os linfonodos durante a cirurgia. Com isso, a capacidade de absorção dos líquidos fica comprometida.

Varizes

As varizes também são um problema vascular que causam inchaço na região das pernas, local mais atingido por este problema. As varizes são veias dilatadas, tortuosas e aparentes que surgem devido ao refluxo sanguíneo. 

Ou seja, o sangue deve seguir de baixo para cima na região das pernas. Mas, por alguma falha na região da panturrilha, musculatura que bombeia o sangue nos membros inferiores, esse trajeto não acontece direito. Desta forma, o sangue fica acumulado.  

As varizes também são estimuladas por alterações nas paredes das veias, têm forte fator genético e alguns fatores de risco que influenciam diretamente no surgimento da doença.

Além do inchaço nas pernas, as varizes também causam:

  • Dor na perna afetada;
  • Sensação de ardência;
  • Formigamento;
  • Sensação de peso nas pernas;
  • Coceira na região das varizes;
  • Alteração na coloração da pele.

Outras possíveis causas do inchaço

O inchaço pode ser causado por doenças que afetam vários órgãos diferentes do organismo, por hábitos de vida ou também pode ser o sintoma de situações que não sugerem uma doença. Veja a seguir:

Causas cardiológicas

Quando o coração não consegue bombear o sangue para todo o corpo, é comum que ocorra o inchaço, especialmente nas pernas e nos pés. O edema no corpo inteiro é a anasarca.

Causas renais

Quando os rins não fazem a filtragem correta do sangue, o inchaço também aparece. Além de pernas, tornozelos e pés, o braço e o rosto costumam ficar bastante inchados também.

Ficar muito tempo sentado – Edema ortostático

Este é um hábito comum de quem trabalha sentado o dia inteiro ou faz viagens longas de ônibus ou de avião. No final do dia, é comum sentir os pés mais inchados do que o normal devido à não circulação correta do sangue. 

O incômodo costuma desaparecer com elevação das pernas e repouso. Também é recomendado, se possível, andar um pouco para estimular o fluxo sanguíneo na região.

Gravidez

O inchaço durante a gestação também é um sintoma da diminuição do retorno venoso nesse período e atinge, especialmente, a região das pernas, tornozelos e pés. Beber bastante água, elevar as pernas e fazer exercícios leves podem ajudar.

Traumas ou lesões

Nesse caso, o inchaço é decorrente do processo inflamatório devido ao trauma sofrido. Normalmente, o inchaço vem acompanhado de dor, dificuldade de mexer o local lesionado e alteração da coloração da pele.

Lipedema

O lipedema é uma doença do tecido conectivo e gorduroso que costuma acometer pernas e braços de mulheres.

Qual médico procurar?

Como vimos, o inchaço tem múltiplas causas, não sendo possível precisar o que motivou a alteração a não ser com a devida consulta ao médico. Mesmo conhecendo os outros sintomas que podem acompanhar o edema, nem sempre o indicado é procurar diretamente o especialista, mas, sim, um clínico geral.

O clínico geral fará a primeira avaliação do paciente e, se for o caso, indicará um especialista para acompanhamento, que pode ser um cirurgião vascular, ortopedista, cardiologista, nefrologista, etc. 

Contudo, no caso das gestantes, é importante relatar o inchaço ao ginecologista ou obstetra que a acompanha, principalmente se houver dor abdominal e dor de cabeça, náuseas ou dor ao urinar.

O ortopedista também pode ser o primeiro médico que o indivíduo vai procurar quando ele sabe de onde veio a lesão que ocasionou o inchaço. Então, se ele sofreu alguma pancada e surgiu um edema que está demorando a regredir, é bom visitar um traumatologista.

Como vimos, o inchaço é um sinal bastante comum de uma série de acontecimentos na vida do indivíduo, incluindo doenças, hábitos de vida ou fases naturais, como a gestação. Para identificar o motivo do inchaço, procure um clínico geral, relate seus sintomas e siga as orientações recomendadas.

 

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

>
Rolar para cima
× Precisa de ajuda? Fale conosco! Available from 08:00 to 20:30