Quem é o angiologista?

angiologista - Paciente

O angiologista é o especialista em doenças que atingem os seguintes sistemas do nosso organismo: sistema venoso, sistema arterial e sistema vascular. Ou seja, é um profissional que se dedica ao tratamento de diversos tipos de enfermidades, como aterosclerose, linfedema, trombose e colesterol alto, por exemplo. Vamos saber mais sobre a formação deste profissional e quando procurá-lo?

Sumário

No vídeo, o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, explica quem é o cirurgião vascular e o angiologista e a trajetória de formação destes profissionais. A formação começa na graduação em Medicina, seguida pelo internato hospitalar nos dois últimos anos do curso. Para se tornar cirurgião vascular, o médico faz a residência médica em cirurgia geral, e depois em cirurgia vascular. Já o angiologista pode iniciar a residência em clínica médica. A Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV) concede os títulos e certificações.

Após a formação em cirurgia vascular, os profissionais podem se subespecializar em áreas como cirurgia endovascular e ecografia vascular. Além disso, podem seguir carreira acadêmica, realizando mestrado, doutorado e pós-doutorado. O médico enfatiza que a medicina avança rapidamente e que é fundamental continuar se atualizando.

O cirurgião vascular é especializado no tratamento de doenças vasculares arteriais, venosas e linfáticas, e passa por um longo período de aprendizado. Ao buscar tratamento para doenças vasculares, é importante procurar um profissional com formação completa e certificação da SBACV.

o olá sou doutor alexandre amato cirurgião vascular do instituto amato e hoje eu vou responder uma pergunta você sabe quem é o cirurgião vascular quem é o angiologista sabe qual que é o caminho que ele percorreu para chegar até você bom tudo começa com a graduação a faculdade de medicina são seis anos de faculdade durante a graduação em que ele vai aprender todas as áreas da medicina sendo dois anos finais da graduação é o inter mato nesse internato ele já tá dentro do do hospital cuidando de pacientes antes disso ele tava formando as bases teóricas para entrar na faculdade é necessário um vestibular que é extremamente concorrido após isso ele vai entrar na residência médica e a residência inicial para quem quer seguir esse caminho a residência de cirurgia geral na residência de cirurgia geral vai levar entre dois a e dependendo de como vai ser feito também tem uma prova muito difícil para para entrar quem fez angiologia pode ter iniciado com a residência de clínica médica mas quem fez cirurgia vascular pode inicia-se sempre com a residência de cirurgia geral então o cirurgião vascular que fez a formação completa ele também tem a formação em cirurgia geral já tratou e muito no passado doenças comuns na cirurgia geral como hérnia como é hemorróida como apendicite e outras doenças abdominais após a residência médica de cirurgia geral o cirurgião vascular vai para residência médica de cirurgia vascular são mais dois a quatro anos também precisa de uma grande prova difícil para passar nesse momento ele vai aprender as doenças vasculares então o material sistema venoso sistema linfático tratando de doenças como aterosclerose aneurismas stenosis dentro da do rol de doenças venosas varizes trombose e outras doenças linfáticas como linfedema erisipela e muito mais então nesses dois a quatro anos eles já tá bem dedicado a subir especialidade da cirurgia vascular agora quem regula tudo isso é um mac pela via da residência médica graduação então e a sociedade brasileira de angiologia e cirurgia vascular que é a sba cv então ela vai dar a esses títulos né são títulos que vão o cirurgião vascular vai recebendo durante a vida após a residência de cirurgia vascular não e ainda tem muito chão pela frente ainda existem as sub especializações então o após formado em cirurgia vascular então ele já é médico da graduação e já é cirurgião geral da residência de cirurgia geral ele já é cirurgião vascular da residência de cirurgia vascular ele ainda vai se subir especializar então ele pode ser submisso e alisar em cirurgia endovascular que é onde ele aprende os tratamentos modernos realizados dentro dos vasos para colocação de stent embolização e outros procedimentos minimamente invasivos que é arranjo radiologia então eles são caminho para ele chegar na cirurgia endovascular e ele ainda pode fazer a subir especialização em ecografia vascular então como realizar exames ultrassonográficos ecográficos dentro das patologias vasculares então os outros subtítulos ainda outorgados pela sba cê vê que o cirurgião vascular pode almejar ainda mais ele pode seguir a carreira acadêmica se ele quiser ir fazer um mestrado doutorado pós-doutorado pode chegar a ser até o professor de universidade se ele almejar aí uma vida uma vida acadêmica a grande questão aqui nunca acaba o estudo não é muito comum e cirurgião vascular ter passado aí 12 anos de deformação para chegar até a especialização a subir especialização é mas a gente não pode ficar parado né a medicina continua avançando e avança muito rápido boa parte dos procedimentos que eu faço hoje não eram sequer ensinados na faculdade ou mesmo na a residência tem vários exemplos que eu posso dar por exemplo a cirurgia de varizes com laser ela chegou no brasil logo depois que eu terminei a residência então a gente começou a fazer quando ninguém fazia e no momento em que não era ensinado em lugar nenhum hoje talvez já tem algumas residências que que ensinem a cirurgia endovascular também na época eu fui aprender na itália passei um ano lá porque aqui no brasil não era algo disseminado o mesmo outras doenças como o lipe drama que eu tenho falado bastante isso não é comentado em faculdade ou residência nenhuma né então finalizando o cirurgião vascular é um médico outra especializado em realizar um tratamento vascular tanto arterial venoso quanto quanto linfático mas ele passou todo em tom e esses de aprendizado anterior e é capaz de lidar e tratar com a maior parte da das doenças e situações médicas tão por isso sempre que buscar um tratamento para alguma doença vascular busque um cirurgião vascular que tenha passado por todas essas fases que tenha isso no seu currículo disponível na internet e que tenha sido atestado então pela sba cv e aí você tá com certeza em boas mãos gostou do nosso vídeo inscreva-se no nosso canal clica no sininho lá embaixo e até o próximo e aí g1 [Música] e aí

 

 

Angiologista: quem é este profissional

O angiologista é, primeiramente, um médico que demorou cerca de seis anos para concluir a graduação de Medicina. Para entrar na faculdade, teve que enfrentar uma seleção concorrida e muito difícil: o conhecido vestibular.

Durante a graduação, o angiologista se dedicou a formar toda a sua base teórica e, nos dois últimos anos, teve que passar pelo internato. O internato é uma vivência mais prática daquilo que foi visto em sala de aula.

Após esse período, o angiologista começou o que chamamos de residência médica, um período de trabalho e estudo intenso que leva até 4 anos para ser concluído. Antes disso, no entanto, ele teve que escolher uma área, no caso, a clínica médica, e passar por uma prova de seleção.

É neste momento que temos a primeira diferença entre o angiologista e o cirurgião vascular. Aquele que deseja se tornar um cirurgião vascular precisa, na hora de ingressar na residência, escolher a área da cirurgia geral.

O passo seguinte na formação do angiologista é a segunda residência médica, só que agora em Angiologia. Enquanto isso, o cirurgião vascular estará se especializando em Cirurgia Vascular.

O título de especialista é concedido pela SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular) após as aulas e a prova final.

Além da graduação e das residências, temos também as subespecializações ofertadas pela SBACV para o profissional que deseja se qualificar e afunilar seus conhecimentos. Na angiologia, um exemplo é a angiorradiologia, que faz um tratamento mais invasivo com uso de raio-x, como o cateterismo, por exemplo.

Doenças tratadas pelo angiologista

Todas as doenças que afetam o sistema venoso, vascular e arterial podem ser tratadas pelo angiologista. Podemos citar:

  • Aterosclerose;
  • Varizes;
  • Aneurisma arterial;
  • Trombose Venosa Profunda;
  • AVC (Acidente Vascular Cerebral);
  • Estenose arterial;
  • Linfedema;
  • Lipedema;
  • Pé diabético;
  • Erisipela;
  • Colesterol alto e outras.

Angiologista e Cirurgião Vascular: qual a diferença?

Se ambos os profissionais são especialistas em doenças de origem vascular, qual a diferença entre eles? Dois pontos bem específicos separam o angiologista e o cirurgião vascular. Veja com atenção a seguir:

  1. Formação

Enquanto o angiologista é primariamente especialista em clínica médica, a primeira especialização do cirurgião vascular é a cirurgia geral. Em seguida, temos a titulação emitida pela SBACV (Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular).

O angiologista recebe essa titulação após a realização de outro curso de especialização na área da angiologia. Já o cirurgião vascular também fez um curso de especialização, mas na área da cirurgia vascular.

Ambos os títulos são emitidos pela SBACV, após a realização de uma prova no final de cada curso.

  1. Atuação

O angiologista faz o tratamento clínico das doenças vasculares. Por outro lado, o cirurgião vascular faz o tratamento cirúrgico das mesmas doenças. Contudo, caso o angiologista tenha as duas especializações, ele poderá exercer as duas funções.

Já o cirurgião vascular está apto a tratar tanto clinicamente quanto cirurgicamente as doenças especificadas, uma vez que ele tem uma carga bastante completa de conhecimentos teóricos e práticos adquiridos ao longo da sua formação.

Tratamento clínico

O tratamento clínico é a atividade desempenhada pelo angiologista e inclui o diagnóstico da doença, a prescrição de medicamentos para a reabilitação da saúde vascular e a orientação quanto à importância dos hábitos saudáveis.

Tratamento cirúrgico

O tratamento cirúrgico é a atividade desempenhada pelo cirurgião vascular e inclui a realização de procedimentos cirúrgicos para a reabilitação da saúde vascular do paciente. Além disso, como vimos, este especialista também está apto a realizar o tratamento clínico e suas atividades citadas.

É importante deixar claro que o angiologista e o cirurgião vascular são médicos que trabalham em conjunto, combinando informações e atuações para garantir o melhor tratamento possível para o paciente.

Quando procurar um angiologista ou um cirurgião vascular?

O ideal é que a consulta com o seu angiologista aconteça de forma frequente. Os encontros regulares são fundamentais para a prática da Medicina preventiva, que tem o objetivo de reduzir o risco de instalação de uma doença, além de diagnosticá-la precocemente, algo crucial para o sucesso do tratamento.

Além disso, sempre que identificar algum sintoma relativo às doenças vasculares, é importante ir ao angiologista. Podemos listar os sinais mais comuns de problemas vasculares na região dos membros inferiores:

  • Dor e sensação de cansaço, mesmo em repouso;
  • Varizes;
  • Diminuição da temperatura dos membros inferiores;
  • Vermelhidão ou palidez;
  • Inchaço sem causa aparente;
  • Dor ao caminhar;
  • Formigamento;
  • Cãibras;
  • Ferimentos que não cicatrizam: as chamadas úlceras;
  • Uma perna mais inchada do que a outra;
  • Acúmulo de gordura apenas nos membros inferiores, etc.

Angiologista ou cirurgião vascular: qual médico procurar?

Quando o paciente sente algum desconforto e logo relaciona esse sintoma a uma doença vascular ele terá dúvidas sobre a quem deve recorrer, uma vez que ele não sabe se a doença exige uma intervenção cirúrgica ou não.

Então, o primeiro passo é procurar um clínico geral, relatar os sintomas e seguir as demais orientações repassadas por ele. Certamente, o clínico fará o encaminhamento ao profissional que ele acredita ser o ideal para o tratamento do problema.

De qualquer forma, caso o paciente procure diretamente o angiologista e seja identificado que o tratamento da doença requer uma intervenção cirúrgica, o profissional também fará o encaminhamento ao médico responsável, no caso, o cirurgião vascular.

Como vimos, o angiologista é o profissional formado em Medicina com especialização em clínica médica e também em angiologia. É dele a responsabilidade de diagnosticar e tratar de forma clínica as doenças que afetam os sistemas venoso, arterial e vascular. Já o cirurgião vascular trata das mesmas doenças mas de forma mais ampla, incluindo os procedimentos cirúrgicos. Caso não saiba a quem recorrer diante de uma necessidade médica de caráter vascular, procure um clínico geral e ele fará o encaminhamento para o especialista que melhor solucionará o seu caso.

Prof. Dr. Alexandre Amato

>
Rolar para cima