O Check-up no idoso e o aneurisma da aorta abdominal

check-up idoso - Abdômen

Você sabia que muitas doenças podem ser detectadas precocemente em pacientes assintomáticos por meio de check-ups médicos? No entanto, é importante considerar vários fatores éticos e práticos antes de se realizar exames de rastreamento, como a taxa de mortalidade da doença, a eficácia e aceitação do exame diagnóstico e, principalmente, se o tratamento precoce faz diferença na vida do paciente. Neste artigo, vamos discutir a recomendação de rastreamento de aneurisma da aorta abdominal em homens idosos fumantes e os principais fatores de risco, bem como as opções de diagnóstico e tratamento. Descubra como um simples exame de ultrassom pode salvar vidas e melhorar prognósticos.

Sumário

No vídeo, o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular, explica que os aneurismas são dilatações das artérias que podem ocorrer em qualquer artéria do organismo, sendo mais frequente no caso do aneurisma da aorta abdominal. Os fatores de risco para o desenvolvimento de aneurismas incluem o tabagismo, a pressão arterial alta e a genética. Essa doença é silenciosa e pode não apresentar sintomas, sendo a ruptura um sintoma grave e com risco de morte elevado. É possível identificar precocemente o aneurisma por meio do rastreamento, especialmente em pessoas com maior risco. O controle da pressão arterial, dieta saudável, evitar o tabagismo e fazer o rastreamento com um cirurgião vascular são importantes medidas para prevenir e tratar os aneurismas.

Olá, sou doutor Alexandre Amato, cirurgião
vascular do Instituto Amato. E hoje nós vamos falar sobre aneurismas. Os aneurismas são dilatações das artérias,
ou seja, as artérias que são tubos que levam o sangue para os órgãos e para a periferia,
quando a parede desse tubo fica doente ela pode acabar se delatando formando os aneurismas. Os aneurismas podem ocorrer em qualquer artérias
do organismo, desde dentro da nossa cabeça nas artérias cerebrais, como em qualquer
artéria do nosso organismo. Nós falamos comumente do aneurisma da aorta
abdominal, porque a aorta é nossa maior artérias, é das artérias principais que distribui
o sangue para todo nosso organismo e costuma ser o aneurisma mais frequente. O aneurisma da aorta abdominal, ele tem uma
relação com a doença aterosclerótica e é uma doença que pode ser prevenida tratando
de outras comorbidades outras doenças e tendo um estilo de vida adequado. Então, vamos lá, tem vários fatores de
risco entre eles o tabagismo o fumo é o pior então quem fuma tem o risco muito maior de
desenvolver o aneurisma da aorta abdominal. Outro fator muito importante é a pressão
arterial então tem quem tem hipertensão, quem tem pressão alta está sujeito a ter
o aneurisma da aorta abdominal. Além disso, a genética então se você tem
na família alguém que teve aneurisma, deve ser investigado você deve se submeter a um
rastreamento para verificar se tem ou não tem, se pode ser tratado clinicamente, se
não pode. E por que a gente fala tanto do aneurisma? Porque é uma doença silenciosa, que não
necessariamente vai trazer sintomas, o sintoma pode ser a sua ruptura pode ser o fato dele
romper e quando rompe o risco de morte é muito alto então a gente tenta evitar. Essa é uma das doenças que a civilização,
que a modernidade nos trouxe uma grande vantagem, que é poder identificar cedo, é uma das
doenças que não trazia sintoma nenhum no passado e a pessoa morria e só ia ficar sabendo
depois então, hoje em dia é possível fazer o rastreamento, a gente pode pegar o grupo
de pessoas que têm um risco maior de ter aneurisma, fazer os exames necessários e
verificar se tem ou não tem essa possibilidade. Então vamos lá, quem são as pessoas que
estão mais sujeitas. São as pessoas de mais díade então 50,
60 anos para cima tem que começar a se preocupar, as mulheres normalmente estão protegidas
durante a fase hormonal então elas começam a ter os aneurismas mais tardiamente, apesar
disso nas mulheres os aneurismas tem um risco maior de romper então tem que se preocupar,
os tabagistas então vai ai a primeira dica, não fumar, não fumar, não fumar, não tenho
como repetir tantas vezes quanto necessário a importância do fumo, controlar a pressão
arterial, fazer tratamento, dieta, tudo para evitar a doença aterosclerótica e visitar
o cirurgião vascular para fazer o rastreamento, essas são as orientações. Obrigado pela sua atenção, visite nossos
outros vídeos no nosso canal e estamos à disposição.

Quando se investiga uma doença no paciente que não tem sintomas deve-se eticamente considerar que:

  • A doença tenha alta taxa de mortalidade.
  • O exame utilizado para o diagnóstico seja bem aceito pelo paciente, eficaz e de custo razoável.
  • principalmente  que o tratamento da doença diagnosticada na fase pré-sintomática faça diferença real na vida da pessoa. (ou seja, não adianta achar doenças que não necessitem de tratamento, ou que não mudem o prognóstico)

As duas principais organizações no mundo que definem as orientações para o rastreamento de doenças no paciente assintomático (check-up) são a U.S. Preventive Services Task Force (USPSTF) e a Canadian Task Force on Preventive Health Care (CTFPHC). São forças tarefas com diversos especialistas que revisam as melhores evidências científicas e determinam que exames devam ser realizados e em quais indivíduos.

Novamente na última recomendação da USPSTF publicada em 2014 a investigação do aneurisma da aorta abdominal é fortemente recomendada nos homens idosos (de 65 a 75 anos) fumantes.

Outros fatores de risco para essa doenças além do envelhecimento são:  doenças das artérias coronarianas, doença cerebrovascular, colesterol elevado, obesidade, hipertensão arterial e história de outros aneurismas.

O exame para a detecção é a ultrassonografia com doppler, que é fácil de ser realizado, não traz desconforto para o paciente e apresenta alta sensibilidade (94% a 100%) e especificidade (98 a 100%), ou seja,  detecta com segurança esse problema.

A grande vantagem do diagnóstico precoce do aneurisma da aorta abdominal é que a taxa de mortalidade na cirurgia eletiva é ao redor de 5% e na cirurgia de urgência de 21 a 76%. Ou seja, descobrindo cedo, tratando cedo com o cirurgião vascular, melhores prognósticos.

Fizemos um projeto no passado com um modelo de Check-up Virtual online, que chegou a ganhar prêmio Dr Cidadão.

 

Anatomia

Artérias

Causa:

Aterosclerose, degenerativo, infeccioso, congênito

Diagnóstico Diferencial:

Doença arterial oclusiva

Complicações possíveis:

Ruptura, oclusão, embolização distal

Tratamentos possíveis:

Sempre procure seu médico para indicar o melhor tratamento. Não faça auto medicação.

Cirurgia aberta de aneurismectomia

Cirurgia Endovascular de exclusão de aneurisma

Tratamento clínico

Prevenção primária:

Não fumar, tratar hipertensão, tratar outras comorbidades

Fatores de risco:

  • Tabagismo
  • Hipertensão

Sinais ou sintomas:

A maioria não tem sintomas, mas quando rompem podem causar choque e óbito

Código:

I71

Evolução natural:

A tendência dos aneurismas é crescer até, em algum momento, romper. Mas a velocidade de crescimento é muito importante, pois se crescerem lentamente e sendo pequenos, podem ser apenas acompanhados com observação e tratamento clínico.

Referências:

 

Moraes, IN Tratado de Clínica Cirúrgica

Amato, MCM, Manual do Médico Generalista na Era do Conhecimento

Internet Citation: Clinical Summary: Abdominal Aortic Aneurysm: Screening. U.S. Preventive Services Task Force. October 2014.

uspreventiveservicestaskforce

Um artigo do nosso colega e geriatra Dr Marcos Galan Morillo.
>
Rolar para cima
error: Alert: Content selection is disabled!!