Hipertensão: conheça os perigos e saiba como evitá-la

()

A hipertensão é uma doença que afeta milhares de pessoas, sendo que no Brasil pelo menos um entre cada quatro adultos é afetado pela famosa “pressão alta”. Mesmo sendo comum, muitas pessoas não sabem quais são os perigos da hipertensão e como se cuidar para evitá-la.

Sendo assim, pessoas que já possuem a doença ficam mais expostas aos riscos e aquelas que ainda não possuem, em alguns casos, acabam desenvolvendo a hipertensão.

Para que você possa se precaver e cuidar da sua saúde, vamos explicar neste post quais são os perigos dessa doença e como evitar sua ocorrência!

O que é a hipertensão e quais são os riscos da doença

Ela é uma doença crônica que se caracteriza por apresentar níveis elevados de pressão sanguínea nas artérias. Na maior parte dos casos, a hipertensão é herdada dos pais, mas ela também pode aparecer devido ao estilo de vida do indivíduo.

Alguns fatores e hábitos que influenciam no aumento da pressão arterial são, por exemplo, a obesidade, níveis altos de colesterol, o fumo, sedentarismo, estresse, consumo elevado de sal e bebidas alcóolicas.

E, como saber se alguém está com essa doença? Se as pressões máxima e mínima da pessoa estiverem iguais ou superiores a 140/90 mmHg (14 por 9), significa que ela possui hipertensão.

Outros sintomas que uma pessoa com hipertensão pode apresentar se a pressão estiver muito alta são: tontura, dor de cabeça e no peito, fraqueza, zumbido no ouvido, visão embaçada e até sangramento no nariz.

O problema dessa doença é que, devido ao aumento da pressão arterial, o coração precisa fazer um esforço maior do que o normal para distribuir o sangue pelo corpo da forma correta. Sendo assim, a hipertensão aumenta a probabilidade de uma pessoa ter infarto, acidente vascular cerebral (AVC), aterosclerose, aneurisma arterial, insuficiência cardíaca e renal.

Por isso, quem já possui a doença deve cuidar da saúde regularmente para não ficar exposta a esses riscos. E, quem ainda não possui, tem que se prevenir para não desenvolver a hipertensão.

Diagnóstico e tratamento para pressão alta

A única forma de diagnosticar a hipertensão é medindo a pressão. Por essa razão, todos devem realizar essa ação com uma determinada frequência. Para pessoas que têm 20 anos ou mais, por exemplo, o recomendado é medir a pressão uma vez ao ano.

Já para pessoas que têm casos de hipertensão na família, o indicado é medir a pressão no mínimo duas vezes ao ano. Isso é importante, porque como foi dito, a pressão alta geralmente é herdada.

Além disso, sabe-se que a hipertensão é mais comum em idosos, diabéticos e pessoas negras. Então, quem faz parte de algum desses grupos também deve monitorar a pressão regularmente.

Hipertensão não tem cura, mas é possível tratá-la para controlá-la e, assim, diminuir as chances de haver complicações causadas pela doença. O tratamento, que pode ser feito com medicamentos e mudanças no estilo de vida, deve ser sempre passado por um médico. Afinal, ele sabe exatamente quais são os melhores medicamentos e hábitos para receitar em cada caso.

Por isso, se uma pessoa sentir alguns dos sintomas da hipertensão ou confirmar que está com a pressão elevada, ela deve sempre ir ao médico para ter um diagnóstico exato. E, se necessário, para receber um tratamento adequado.

Como evitar o desenvolvimento da hipertensão

Mudar o estilo de vida é uma das formas de controlar a hipertensão. Mas, essa atitude de adquirir uma vida mais saudável também é benéfica para evitar o desenvolvimento da doença no organismo.

Então, todos precisam saber como levar essa vida mais saudável. Por isso, listamos abaixo 5 atividades que, quando feitas regularmente, podem lhe ajudar na prevenção da hipertensão:

Tenha uma alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável é essencial para prevenir a hipertensão. Sendo assim, se ainda não tem esse hábito, você precisa começar a montar pratos mais saudáveis em suas refeições.

Frutas, legumes e verduras, por exemplo, devem estar presentes em seu cotidiano. Já alimentos muito gordurosos, como frituras, têm que ser evitados. É necessário também moderar o consumo de açúcares, principalmente se você tiver diabetes.

Caso você goste de refrigerantes e bebidas alcoólicas, lembre-se de que também é preciso diminuir a ingestão desses líquidos.

Não exagere na ingestão de sal

O sal pode influenciar na pressão arterial quando consumido em excesso, porque ele possui sódio. Este retém líquido no organismo e isso aumenta o volume de fluidos nos vasos sanguíneos. Consequentemente, a pressão arterial é elevada.

Não é necessário e nem recomendado eliminar o consumo de sal, porque ele também é benéfico para o organismo. Mas, é preciso tomar cuidado para não exagerar na quantidade de sal colocada nas refeições. Cuidado com o sal nas comidas prontas.

Não fume

Como foi dito, o fumo é um dos fatores que influencia no desenvolvimento da hipertensão. Por isso, parar de fumar é obrigatório para quem deseja se proteger da pressão alta.

Ainda, parar de fumar traz mais benefícios para o seu organismo, como a melhora do olfato, paladar, funcionamento do coração e pulmão. Então, é muito importante para a sua saúde e bem-estar largar esse hábito. Veja 8 benefícios de parar de fumar.

Lembre-se de relaxar

O estresse também é uma das causas da hipertensão. Sendo assim, você deve se lembrar de relaxar frequentemente. Existem diferentes formas de descansar e você tem que adicionar ao seu cotidiano as suas maneiras preferidas.

Você pode, por exemplo, separar um horário em seu dia para assistir a uma série ou filme, ler um livro, fazer ioga e até cozinhar.

Pratique atividades físicas

Praticar exercícios físicos ajuda a controlar a pressão alta, pois essa ação auxilia a equilibrar os níveis de colesterol e glicemia, melhora a condição cardiovascular e diminui o percentual de gordura corpórea no organismo.

Sendo assim, você deve encontrar uma atividade física que lhe agrade e começar a praticá-la. Caso já tenha hipertensão, é fundamental que você faça uma avaliação médica antes de começar a realizar os exercícios físicos.

Independentemente de sua condição, ou seja, se tem ou não a hipertensão, é essencial que você adicione esses hábitos em seu dia a dia. Assim, você pode se prevenir dos riscos da doença ou evitar sua ocorrência.

Caso sinta sintomas, lembre-se de consultar um médico para receber um diagnóstico e tratamento, se necessário.

Agora que você sabe quais são os perigos da hipertensão e como evitá-la, veja também a importância de beber água para a saúde

 

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.