Cãibras nas pernas tem tratamento. É preciso saber a causa.

Cãimbras Caimbras Cãibras
()

Cãibras nas pernas tem tratamento. É preciso saber a causa.

2020-07-12 15:46:24
()
Cãibras (caimbras) são contrações súbitas e involuntárias de um ou mais músculos, ocorrem geralmente nas pernas e causa muita dor nas pernas. A cãimbra pode vir associada a espasmos musculares e dores musculares. A panturrilha é um alvo preferencial do incômodo, mas as repuxadas dos músculos podem acontecer em abdome, coxa, pés, mãos e pescoço. Cãibras podem não ser causadas por doenças subjacentes. Algumas causas comuns incluem desidratação, exercícios extenuantes ou falta de uso do músculo.Hidrate-se bem antes de exercícios físicos puxados. Faça alongamentos suaves antes e depois dos exercícios, não em vigência da cãibra, mas para prevení-las. Apesar da fama e sabedoria popular, a banana, que tem potássio, não é capaz de  prevenir sozinha os espasmos musculares, pois a perda de sódio é muito maior com o suor. O mais importante mesmo antes de exercício físico é caprichar na hidratação, com água e, se for o caso, líquidos isotônicos. Os líquidos repõem a perda dos sais minerais e fazem o organismo suportar melhor o esforço. No dia a dia, alimente-se com cardápio com frutas variadas, legumes e verduras fontes de vitaminas e minerais. Eles garantem a presença dos nutrientes necessários à musculatura. O tratamento das doenças que resultam em maior risco de cãibra é, por sua vez, crucial para prevenir a recorrência dos episódios.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil…

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

LEIA TAMBÉM:  Tendinite (Bursite)

Anatomia:

Membros inferiores

Causa:

()
LEIA TAMBÉM:  Tendinite (Bursite)
Existem duas explicações para a ocorrência das cãibras. De acordo com a primeira, o ácido lático, substância produzida no ciclo de Krebs para produzir energia (ATP) a partir da queima da glicose durante um esforço físico, se acumula em excesso e faz o músculo entrar em fadiga. A outra explicação está em um desequilíbrio de sais minerais. Se a atividade dura mais de uma hora ou é muito intensa, por exemplo, o suor faz o organismo eliminar bastante sódio e potássio.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

LEIA TAMBÉM:  Tendinite (Bursite)

Diagnóstico Diferencial:

()

Passe em avaliação com o clínico ou cirurgião vascular. Como as queixas frequentemente ocorrem em pernas, e algumas das doenças que podem desencadear as cãibras são doenças vasculares, o cirurgião vascular é o especialista apto a realizar o diagnóstico da causa das cãibras.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

LEIA TAMBÉM:  O Salto Alto e a Circulação
LEIA TAMBÉM:  Dor nas pernas: pode refletir um problema vascular?

Prevenção Primária:

()

Hidrate-se bem antes de exercícios físicos puxados. Faça alongamentos suaves antes e depois dos exercícios, não em vigência da cãibra, mas para prevení-las. Apesar da fama e sabedoria popular, a banana, que tem potássio, não é capaz de  prevenir sozinha os espasmos musculares, pois a perda de sódio é muito maior com o suor. O mais importante mesmo antes de exercício físico é caprichar na hidratação, com água e, se for o caso, líquidos isotônicos. Os líquidos repõem a perda dos sais minerais e fazem o organismo suportar melhor o esforço. No dia a dia, alimente-se com cardápio com frutas variadas, legumes e verduras fontes de vitaminas e minerais. Eles garantem a presença dos nutrientes necessários à musculatura. O tratamento das doenças que resultam em maior risco de cãibra é, por sua vez, crucial para prevenir a recorrência dos episódios.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

LEIA TAMBÉM:  Minha perna dói quando eu caminho

Código:

R25.2

Tratamentos possíveis:

()

A cãibra felizmente é passageira: dura de alguns segundos a minutos. Na hora do aperto, não alongue o músculo com força, como fazem os jogadores de futebol, pois há risco de provocar lesões mais graves. Nesse momento, faça massagem suave no local do espasmo. Perceba que o local da dor pode não ser o mesmo local do espasmo muscular. A contratura da musculatura pode causar dor a distância, referida em local próximo, e a massagem é útil na musculatura contraída.

LEIA TAMBÉM:  Minha perna dói quando eu caminho

Portanto, a tática mais segura é respirar fundo, relaxar dentro do possível, alongar levemente e massagear com cuidado o local estirado com movimentos circulares. Se elas persistirem, já sabe: procure um cirurgião vascular.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

LEIA TAMBÉM:  Tendinite (Bursite)

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.

Marcações: