Entendendo o seu corpo: a doença arterial

()

Entendendo o seu corpo: a doença arterial

2020-04-20 22:41:57
()
As artérias podem ser grandes, médias, pequenas ou muito pequenas, sendo que essas últimas são chamadas arteríolas. Cada órgão é irrigado por um grande número delas dependendo do seu tamanho e da função que exercem no organismo. A função básica delas é a de levar o sangue rico em nutrientes para todo o corpo, de modo que o bom funcionamento delas é essencial para todo o organismo estar saudável. Mas diversas situações podem provocar lesão no sistema arterial ocasionando um número também variado de doenças. Esses vasos também são elásticos e essa elasticidade permite que sejam dilatados ou contraídos conforme a necessidade. Quando acometidos por doenças, muitas vezes a elasticidade é perdida e a artéria endurece, não sendo mais capazes de manter um fluxo de sangue adequado como antes. Esse endurecimento pode ser resultado de um processo de aterosclerose e calcificação (depósito de cálcio nas paredes do vaso). Fatores mais comuns relacionados a isso, que agravam ainda mais o quadro, são a diabetes, o colesterol alto, a idade mais avançada, a falta de atividade física e a pressão alta.  Um possível efeito desse processo é o acometimento dos rins que, a longo prazo e sem o tratamento adequado, pode evoluir para insuficiência renal. A estenose é outro tipo de acometimento arterial. Ela representa um ponto de estreitamento do vaso que acaba por impedir a passagem suficiente de fluxo sanguíneo para o órgão que ele irriga, além de facilitar a agressão do vaso pelo próprio fluxo. O aneurisma, pelo contrário, representa uma área de dilatação do vaso arterial, que pode levar a diversos desfechos como o seu rompimento (ocasionando hemorragia interna) e também a um efeito de compressão sobre os órgãos que estão a sua volta. No cérebro, por exemplo, essa compressão pode levar ao aumento de pressão do órgão e diversos sintomas, como dor de cabeça, sonolência e náuseas e é de competencia do neurocirurgião. A maioria das condições que afetam as artérias pode ser prevenida, por isso a manutenção de bons hábitos se faz essencial para evitar o surgimento dessas doenças. Leia mais:

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil…

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Tratamentos possíveis:

()
Sempre procure seu médico para indicar o melhor tratamento. Não faça auto medicação.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.