Lipedema: Entenda a Doença e suas Opções de Tratamento

O lipedema, também conhecido como síndrome gordurosa dolorosa, é uma doença caracterizada pelo acúmulo localizado de gordura, principalmente nas pernas e tornozelos, e afeta predominantemente mulheres. Este artigo explora o que é lipedema, seus sintomas, diagnóstico e tratamento.

No vídeo, o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, fala sobre os 8 sinais que podem indicar a presença de Lipedema, uma doença que se caracteriza pela deposição de gordura em membros inferiores ou superiores, causando sintomas como dor, cansaço e peso. Os sinais são: 1) Desproporção da gordura nos membros superiores e inferiores, que não é facilmente eliminada por meio de tratamentos para obesidade como dieta e exercícios; 2) Início da doença em momentos de grande variação hormonal, como puberdade, gestação ou menopausa; 3) A gordura não atinge as mãos e os pés, porém em alguns casos pode haver uma pequena deposição ou mudança na característica dessas áreas; 4) Presença de roxos, equimozes (manchas causadas pela extravasão de sangue na pele) e hematomas principalmente nos membros inferiores; 5) Presença de nódulos palpáveis sob a pele, como se fosse um “saco de sagu”; 6) Alargamento da perna que persiste mesmo quando ela está elevada; 7) Sinal de Godet, que indica acúmulo de líquido no tecido subcutâneo; e 8) Presença da doença em outros membros da família, já que tem uma característica hereditária. Ele conclui incentivando as pessoas a compartilharem essas informações, se inscreverem em seu canal e segui-lo no Instagram para mais conteúdo sobre saúde.

Olá! Sou o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, hoje vou falar sobre os 8 sinais que podem indicar que você tem Lipedema. Então ter esse conhecimento pode abrir portas, pode te ajudar a procurar uma qualidade de vida melhor. Um assunto importantíssimo para todas as mulheres do Brasil. Mas antes disso aproveita, clica lá embaixo no botãozinho de inscreva-se para entrar no nosso canal aqui do YouTube e receber os melhores conteúdos de saúde. E não deixe de me seguir também lá no Instagram no @dr.alexandreamato. Tem um monte de conteúdo inédito lá também no Instagram. Vamos, me siga lá também! Então o Lipedema é aquela deposição de gordura em membros inferiores, acomete abaixo da cintura ou membros superiores. Poupa o abdômen, o tronco, é uma gordura doente uma gordura que traz sintomas, como dor, cansaço, peso. Então quais são os 8 principais sinais que podem indicar que você tem um Lipedema? Em primeiro lugar é a desproporção, essa gordura lipedêmica em membros inferiores e superiores que você não consegue tirar facilmente, qualquer tratamento para a obesidade, como uma dieta e exercício físico não direcionado para o Lipedema, não permite que essa gordura saia facilmente. Então essa gordura vai se acumulando com o passar do tempo e não sai fácil. A segunda característica é o início em algum momento de grande variação hormonal. Então é muito frequente que o Lipedema inicie, embora já carregue a genética desde antes, mas inicie os sintomas num momento de grande variação hormonal da mulher que poderia ser a puberdade, uma gestação, ou mesmo a menopausa. Existem outros gatilhos, mas a variação hormonal é o mais frequente de todos. O terceiro sinal é que essa gordura, ela poupa as mãos e os pés, apesar disso em até 30% dos casos pode haver uma pequena deposição, uma mudança da característica da mão e dos pés ou por uma associação com o Linfedema ou por uma mudança da elasticidade desse tecido conjuntivo. O quarto sinal também é muito frequente é a presença de roxos, equimozes, hematomas em pernas pode ocorrer nos braços também, principalmente nos momentos de maior inflamação do Lipedema. Acontece que esses roxos, eles aparecem muitas vezes com um pequeno trauma que você nem lembra, vão aparecendo vários, vão aparecendo em locais erráticos, momentos que você não imagina, então esse aparecimento o que sugere uma fragilidade capilar, é um segundo sinais importantes no diagnóstico do Lipedema. O quinto sinal é a presença de nódulos palpáveis embaixo da pele, então imagina na coxa, uma pele em que você pode palpar e sentir nódulos embaixo. Então já ouvi gente descrevendo isso como um saco de sagu embaixo da pele, um saquinho de lentilhas, de milho. Essa sensação de nódulos que podem ser nódulos menores ou nódulos maiores pode sugerir a presença da inflamação do Lipedema. Então é um dos sinais importantes para o diagnóstico dessa doença. O sexto sinal é o alargamento da perna resistente à elevação, o que isso significa? É aquela desproporção do corpo do corpo superior, do corpo inferior, com uma assimetria entre o lado esquerdo e o lado direito e que quando a gente levanta a perna essa volume da perna, esse inchaço, ele não diminui. Ele não diminui, porque é mais tecido gorduroso do que realmente um inchaço, embora traga toda essa sensação de inchaço, de edema das pernas. É nítido que quando a gente levanta as pernas numa insuficiência venosa ou num Linfedema, por exemplo, essas pernas diminuem de volume e no Lipedema e isso não vai acontecer. Você levanta a perna e não vai ter essa diminuição volumétrica de membros inferiores. O sétimo sinal é o Sinal de Godet ou o Sinal de Cacifo, que a gente chama entre entre os médicos. Agora para vocês o que significa isso? O que é o Sinal de Godet? O Sinal de Godet é quando a gente aperta e forma um buraco na esse buraco, ele pode ser pequeno pode ser um buraco grande e pode sugerir líquido extravasado para fora da célula, no interstício, isso é o edema. Acontece que no Lipedema, esse sinal de Godet, ele pode ser positivo, como pode ser negativo, pode ter depressão como pode não ter depressão. Normalmente, quando ocorre essa depressão é uma depressão discreta, não formam um buraco tão grande assim. Eu estou falando um buraco, eu não estou falando apertar e ficar branquinho. Isso é muito importante! Então esse edema, ele pode ou não estar presente nas fases mais avançadas da doença pode estar mais frequentemente presente. E o oitavo sinal que eu queria falar para vocês, é a presença de outros membros afetados na família com a doença. Então por ser uma doença com característica genética, com característica hereditária é muito frequente a gente pegar outras mulheres na família com essa doença e isso é uma das razões pela qual as pessoas falam que é uma composição corporal da família. Ah, esse é o corpo da família! Você segue a família da mãe ou a família do pai! Então todas as mulheres da família do pai têm essa composição corporal e você puxou esse lado da família. Esse puxou esse lado é a característica hereditária da doença. Acontece que como os homens, muito raramente vão apresentar Lipedema essa doença, ela pode pular gerações. Então pode ser que algumas mulheres também não tenham, porquê não teve o gatilho inflamatório ainda, como eu disse, pode ser que desencadeie somente lá na frente na menopausa ou pode ser antes da puberdade, então pode ser que alguém não tenha desenvolvido ainda, mas que é muito frequente a presença de outros membros da família com essa característica de deposição de gordura em membros. Então esses são os oito principais sinais que foram descritos no último guideline publicado para o diagnóstico do Lipedema. Gostou do nosso vídeo? Inscreva-se no nosso canal, compartilhe com as suas amigas, envie para aquela amiga que você acha que pode ter um Lipedema e até o próximo!

O que é Lipedema?

Lipedema é uma condição médica que resulta no acúmulo desproporcional de gordura, geralmente nas pernas e tornozelos, podendo também afetar os braços. Essa doença, muitas vezes bilateral, causa um desequilíbrio estético significativo, além de desconforto físico.

Sintomas do Lipedema

Os principais sintomas do lipedema incluem:

     

      • Hipersensibilidade ao toque;

      • Nódulos gordurosos;

      • Problemas nos joelhos, levando à dificuldade de locomoção;

      • Perda de elasticidade da pele;

      • Tendência a formar hematomas;

      • Dor crônica.

    Diagnóstico do Lipedema

    O diagnóstico do lipedema é desafiador, pois não existe um exame específico para identificá-lo. Geralmente, é feito com base na história clínica e um exame físico detalhado, onde se verifica a presença de nódulos gordurosos. É crucial diferenciá-lo de outras condições, como obesidade ou linfedema.

    Tratamento do Lipedema

    Embora não haja cura para o lipedema, seu tratamento visa controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida. As opções incluem:

       

        • Mudanças no estilo de vida, incluindo dieta e exercícios físicos;

        • Medicamentos para aliviar os sintomas;

        • Lipoaspiração para remover o excesso de gordura, realizada por um especialista experiente no tratamento do lipedema.

      Considerações Finais

      O lipedema pode ter um impacto significativo na vida cotidiana das pessoas afetadas. O reconhecimento precoce dos sintomas e o tratamento adequado são essenciais para controlar a progressão da doença e melhorar a qualidade de vida. Se você suspeita que tem lipedema, é importante consultar um médico vascular para um diagnóstico correto e discussão sobre as opções de tratamento.

      >
      Rolar para cima
      error: Alert: Content selection is disabled!!