Tudo Sobre Úlceras Venosas Na Perna

()

Úlceras venosas na perna são um problema comum para as pessoas mais velhas, e se você as tiver, você pode estar preocupado ou angustiado. No Instituto Amato, podemos entender como o desenvolvimento de úlceras venosas na perna podem te fazer mal, mas garanto que com o tratamento rápido e eficiente o problema venoso, você poderá voltar à sua vida normal o mais rapidamente possível. Falaremos aqui sobre  úlceras venosas na perna, então você não terá mais dúvidas sobre essa doença.

O que é uma úlcera venosa?

Úlceras venosas na perna são o tipo mais comum de úlcera de pele que afeta diretamente a área acima do tornozelo. Uma úlcera de pele se refere à uma parte da pele que fica exposta, revelando a carne por baixo. Elas são mais comuns em mulheres e idosos. Enquanto a maioria das úlceras de perna é indolor, algumas pessoas sentem dor em suas úlceras, principalmente quando infectado ou quando tem outra causa associada. Sem tratamento adequado, essas úlceras de perna começam a se espalhar, e podem causar uma variedade de problemas, se deixadas sem tratamento. Também é possível desenvolver úlceras de perna não venosas, que são mais comumente causadas por má circulação. No Vascular.pro, nosso especialista de veias, Dr. Alexandre Amato, é especializado no tratamento de úlceras venosas na perna. Úlceras de perna não venosas requerem um tipo diferente de tratamento, muitas vezes em concomitância com o endocrinologista, cirurgião plástico e dermatologista. O Instituto Amato possui equipe completa e multiprofissional para o tratamento das úlceras. Este artigo será focado em úlceras venosas na perna, que podemos tratar em nossas instalações.

As causas de úlceras venosas nas pernas

Úlceras venosas nas pernas são causadas por uma elevação da pressão venosa na perna, que empurra o líquido para fora das veias e faz com que ele se acumule debaixo da superfície da pele. Não está relacionado com a pressão alta arterial. Ao longo do tempo, a pele que é danificada engrossa e incha. Com o tempo, a pele danificada se decompõe, formando uma úlcera. Essa elevação da pressão venosa origina sangue acumulado em veias superficiais. Este sangue tende a acumular por conta de danos nas válvulas das veias maiores, frequentemente por um coágulo de sangue recente ou por varizes. Por causa da força da gravidade, o sangue fluirá para as válvulas danificadas novamente e acumulará nas veias inferiores.

Diagnóstico de úlceras venosas na perna

O aparecimento de úlceras venosas na perna é geralmente óbvio. O aparecimento de úlceras venosas na perna é diferente do de úlceras não venosas em geral. Normalmente, para descartar a má circulação, como a causa, seu médico irá verificar sua pressão no tornozelo e no braço. Dividindo-se a pressão arterial do tornozelo através da pressão de sangue do braço, seu médico poderá calcular o seu índice de pressão tornozelo-braquial (ABPI). Uma baixa relação sugere má circulação como uma causa, ao invés de um problema com as veias. Seu médico também poderá realizar outros testes para avaliar se você tem ou não outras doenças, tais como diabetes ou artrite, que pode causar úlceras na pele. Se seu caso é mais complexo, pode também ser necessário uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada.

Tratamento clinico de úlceras venosas na perna

Se seu médico determinar que sua úlcera da perna é causada por problemas venosos, começará o tratamento de úlceras venosas da perna. Uma enfermeira vai cobrir sua úlcera como qualquer ferida normal, embora isto não seja suficiente para curar completamente uma úlcera venosa na perna. Seu médico também irá prescrever uma bandagem de compressão para você, que será parte integrante de seu tratamento da veia. Depois de cobrir a ferida, a sua enfermeira aplicará duas a quatro camadas de enfaixamento compressivo sobre a úlcera. A pressão é mais elevada na altura do tornozelo e diminui conforme sobe a perna. Uma meia de compressão também poderá ser usada, mas uma bandagem irá cobrir mais efetivamente a área.

A cada semana ou algo assim, você precisará voltar para a nossa clínica de veia para ter suas ataduras reaplicadas. Antes de vir, é melhor manter a perna elevada durante várias horas. Dentro da bandagem de compressão você deve ser capaz de facilmente mover seu tornozelo; Se você não puder, ou se está experimentando dor, é importante conversar com o seu especialista de veia.

Além do tratamento e aplicação das ligaduras de compressão, é importante incorporar uma rotina de elevar a perna em repouso e adicionar mais atividade em sua vida diária. Durante 30 minutos, quatro vezes por dia, eleve a perna acima de seu coração, especialmente se a perna estiver inchada, e durma com a perna elevada, se possível. Além disso, simplesmente não descanse o tempo todo; também é importante que você permaneça ativo. Participe em atividades que você normalmente faria e em seguida, tente adicionar caminhadas regulares. Não fique em pé por longos períodos de tempo.

Úlceras venosas na perna curam dentro de 12 semanas com o tratamento clinico adequado.

Tratamento cirúrgico de úlceras venosas na perna

O tratamento cirúrgico evoluiu muito nos últimos anos. Apresentando melhora clinica rápida e segura.

Em certos casos, se uma úlcera não cicatriza, seu médico pode recomendar um enxerto de pele, ou tratamento cirurgico. Você também pode precisar fazer cirurgia venosa após sua úlcera cicatrizar, se ela foi causada por uma condição das veias, como varizes.

Quando a causa da úlcera é insuficiência venosa superficial será avaliado a possibilidade de tratamento com laser venoso, que pode ser prontamente realizado com aceleração no processo de cicatrização da úlcera. O procedimento com espuma para úlcera venosa também pode ser indicado.

Se você tem úlceras de perna ou outro problema com a saúde de suas veias, contate o Instituto Amato e Vascular.pro, hoje. Como especialistas de veias, nos orgulhamos de oferecer cuidados compassivos e abrangentes aos nossos pacientes.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

nv-author-image

Alexandre Amato

O Dr Alexandre Amato é médico, professor de cirurgia vascular da Universidade de Santo Amaro (UNISA), e tem quatro especialidade médicas reconhecidas pelo MEC e respectivas sociedades: cirurgião geral, cirurgião vascular, angiorradiologista e ecografista. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e especializou-se em vários hospitais privados e públicos em São Paulo. Aprofundou-se em cirurgia vascular em Milão, no hospital San Raffaele da Università Vita-Salute. Quando voltou, fez seu doutorado em cirurgia cardiotorácica na Universidade de São Paulo (USP). Fundou a Associação Brasileira de Lipedema para divulgar conhecimento de qualidade às mulheres portadoras de Lipedema.

Marcações: