Cirurgia de Varizes com Laser

Amato, ACM; Amato, MCM; Amato, MCM Manual para o Médico Generalista na Era do Conhecimento - 2˚ Edição. Roca. 2015

Varizes estéticas, vazinhos, vasinhos e tratamento com laser

Com o avanço tecnológico, os procedimentos cirúrgicos tendem a se tornar cada vez mais seguros e menos invasivos. A cirurgia minimamente invasiva, feita por incisões cada vez menores, diminui a agressão ao organismo. Cirurgias antes realizadas sob anestesia geral, em que os pacientes eram abertos para a retirada de órgãos doentes, foram substituidas por técnicas que permitem o tratamento com o paciente acordado, ou apenas sedado.

O Laser vascular foi desenvolvido para termocoagular as células endoteliais da veia, causando fechamento do vaso doente. A lesão térmica causa trombose controlada do vaso e posteriormente ocorre sua reabsorção. Outro mecanismo de ação é a contração do colágeno por coagulação proteica, que ocorre por volta de 50˚C.
A lesão térmica e a contração do colágeno atuam juntamente para a destruição e reabsorção da veia, retirando-a de circulação e eliminando o problema venoso decorrente da insuficiência valvular e varizes.

A cirurgia de varizes a laser pode não ser adequada a todos os casos. Portanto consulte seu cirurgião vascular para saber mais a respeito.

Vantagens da a cirurgia de varizes a Laser:

  • menor trauma operatório,
  • melhor evolução, 
  • excelente eficácia (96%) a curto prazo,
  • procedimento mais rápido,
  • menor incidência de complicações,
  • menor gravidade das complicações, 
  • retorno às atividades em até 2 ou 3 dias 

Recomenda-se para um resultado mais duradouro a utilização do laser em associação à fleboextração de pequenos vasos (microcirurgia dos vazinhos).:

Veja no vídeo abaixo o método de funcionamento do laser, que tem a propriedade de ser absorvido apenas pelo tecido e pigmento adequado:

Tire todas suas dúvidas sobre varizes aqui: