fbpx

Sal integral

Muito sal integral
()

Se você tem dúvidas se o sal integral é mais saudável ou não, então esse artigo será útil.

Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre o sal integral para sanar de vez todas as suas dúvidas.

Sal integral: é mais saudável?

É verdade que o sal integral é diferente do sal de cozinha e possui mais minerais, porém ainda tem muito cloreto de sódio.

As diferenças do sal de cozinha comum e o sal integral são:

  • O sal integral tem mais de 20 minerais;
  • Enquanto que o sal de cozinha comum possui muitos aditivos químicos;
  • O verdadeiro sal integral costuma conter cloreto de sódio, sulfato, magnésio, zinco, ferro, cálcio, potássio e manganês;
  • O sal refinado de cozinha possui sódio e iodo.

Apesar de possuir minerais que o sal refinado não possui, é necessário ter cuidado com o sal integral.

Já que, quando consumido em excesso pode causar tantos malefícios para a saúde quanto o sal refinado.

Portanto, mesmo optando por fazer uso do sal integral, deve-se utilizar a quantidade por dia recomendada pela organização mundial de saúde.

Quantidade de sal ideal

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a quantidade ideal de sal que uma pessoa deve consumir por dia é de no máximo 2 gramas.

2 gramas de sal equivale a, aproximadamente, uma colher de chá.

No entanto, pesquisas mostram que os brasileiros consomem mais que o dobro da quantidade recomendada.

O consumo de alimentos industrializados com excesso de sódio acaba dificultando a ingestão da quantidade recomendada por dia. Afinal, um alimento industrializado pode conter a quantidade de sódio recomendada para o dia ou até mais.

Portanto, o ideal mesmo é evitar consumir alimentos industrializados que possuem uma quantidade elevada de sódio.

Abaixo, fiz uma lista de alimentos industrializados que você deveria evitar.

Segundo pesquisas, esses são os piores alimentos industrializados quando se trata de excesso de sódio.

Alimentos que você deveria evitar

Esses são alguns alimentos que você deveria evitar se quer reduzir o consumo de sal:

  • Macarrão instantâneo, o famoso miojo;
  • Comida industrializada congelada, por exemplo, aquelas lasanhas prontas;
  • Tempero pronto, tempero industrializado para arroz é um exemplo;
  • Caldo de carne ou qualquer outro tipo de caldo industrializado, por exemplo, o de legumes e de galinha;
  • Sopas prontas, aquelas instantâneas para dissolver em água;
  • Queijos processados, por exemplo, o queijo parmesão ralado;
  • Hambúrguer congelado, tanto o de carne quanto o de frango;
  • Molhos prontos, aqueles para salada e até mesmo o ketchup;
  • Batata chips, salgadinhos e amendoins de pacote;
  • Pão, principalmente o de forma;
  • Comidas enlatadas, por exemplo, a sardinha;
  • Carnes processadas, como é o caso do salame e do peito de peru.

Alimentos naturais são a melhor escolha para o dia a dia.

Porém, se por algum motivo você precisar fazer uso de alimentos industrializados, preste atenção no rótulo e na tabela nutricional para escolher aqueles com menos sódio.

Acima de tudo, ao cozinhar em casa, tenha cuidado com a quantidade de sal que usar, mesmo que seja o integral.

Afinal, não adianta evitar alimentos industrializados com o intuito de reduzir o consumo de sódio e exagerar na quantidade de sal na hora de preparar as refeições.

Riscos de consumir sal em excesso

Consumir sal em excesso pode aumentar o risco de várias doenças.

Por exemplo, aumento da pressão arterial, aumento da aterosclerose, piora a circulação arterial.

Além disso, pode causar hipertensão, AVC e aumento de peso, podendo também agravar doenças vasculares crônicas, como é o caso do lipedema.

Não existem estudos com o sal integral, mas a falta de estudos não significa que isso não ocorra. “A ausência de prova não é a prova da ausência.”

Qualquer exagero faz mal, sendo ainda pior em pessoas com mais de 60 anos.

Busque sempre alimentação antiinflamatória.

Tratamento do lipedema

O lipedema é de origem hormonal.

Além disso, trata-se de uma doença vascular crônica que acontece principalmente com as mulheres.

O depósito de gordura e inchaço localizado nas pernas e braços é a principal característica do lipedema.

Além de ser comum que a mulher sinta dor na região afetada pelo lipedema.

Evitar o consumo em excesso de sal é essencial. Quando a mulher com lipedema consome muito sal, esse exagero faz com que a gordura do lipedema “puxe” e retenha muita inflamação do corpo, agravando o quadro.

Se você quer tratar o lipedema, a vascular.pro possui uma equipe multiprofissional e multiespecializada no tratamento dessa enfermidade.

Além disso, atendemos convênios através do reembolso médico.

No entanto, aliado ao tratamento, deve-se diminuir o consumo de sal em excesso e alimentos industrializados que contém uma quantidade elevada de sódio.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

>
Rolar para cima
error: Alert: Content selection is disabled!!
× Precisa de ajuda? Fale conosco! Available from 08:00 to 20:30