fbpx

Você Sabe o Que é o Leaky Gut? Sua saúde depende disso.

()

Barriga inchada é um dos sintomas de uma síndrome que ainda é pouco diagnosticada pelos médicos, mas que vem se tornando cada vez mais comum. Estamos falando do Leaky Gut, um desequilíbrio que afeta a barreira do intestino fazendo com que substâncias nocivas sejam jogadas na corrente sanguínea. O resultado é um corpo inflamado e suscetível a vários tipos de doenças. Veja a seguir o que é o Leaky Gut, quais são as causas e como evitar que ela apareça.

Intestino: o nosso segundo cérebro

O intestino é um órgão muito importante para o nosso corpo, sendo responsável pela absorção de água, nutrientes e também pela formação do bolo fecal. Além disso, o órgão também produz neurotransmissores e hormônios que agem diretamente sobre o sistema imunológico e nos processos inflamatórios.

Assim, quando sofre algum desequilíbrio, o intestino aciona as células de defesa do organismo, reagindo àquela agressão identificada. Por causa dessa função, o intestino também é chamado de segundo cérebro.

Uma dessas agressões identificadas pelo intestino é o Leaky Gut, também chamada de síndrome do intestino permeável e que se manifesta no organismo sob várias formas. 

Por isso, é muito importante manter a saúde intestinal em dia, agindo de forma preventiva e tratando qualquer desequilíbrio que possa surgir.

Leaky Gut: o que é e quais os sintomas

Também chamada de síndrome absortiva intestinal ou síndrome do intestino permeável, o Leaky Gut é uma alteração que aumenta a permeabilidade da parede intestinal às substâncias que se instalam no intestino.

Ou seja, é quando a parede do intestino permite que substâncias nocivas caiam na corrente sanguínea quando, na verdade, deveriam permanecer dentro do órgão. Essas substâncias incluem bactérias, vírus, toxinas e alimentos.

Quando isso acontece, o sistema imune é ativado, enviando células de defesa para deter essa agressão, afinal, a corrente sanguínea não está preparada para receber essas substâncias. A consequência dessa atividade do sistema imune é a inflamação crônica.

Leaky Gut

Sintomas

Como vimos, a barriga inchada é uma das manifestações mais comuns da doença, mas não é a única. Outros sintomas são:

  • Diarreia;
  • Dor de barriga;
  • Flatulência;
  • Acne;
  • Rosácea: inflamação da pele do rosto;
  • Gripes e resfriados frequentes;
  • Sensibilidade na ingestão de alguns alimentos.

Complicações causadas pela Leaky Gut

Um tipo de molécula que ultrapassa a barreira intestinal é aquela que se assemelha a outros órgãos e tecidos do corpo. O sistema imune repele aquela molécula achando se tratar de um invasor. 

Caso a molécula seja semelhante às células da tireoide, por exemplo, a reação imune pode atacá-la, causando o hipotireoidismo. O mesmo pode acontecer com os outros órgãos.

Por essa razão, o leaky gut está relacionado a um grande número de doenças autoimunes que, por sua vez, comprometem diferentes órgãos, como cérebro, pele e intestino. Dentre elas, podemos listar:

  • Tireoide;
  • Asma;
  • Autismo;
  • Parkinson;
  • Diabetes;
  • Psoríase;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Fibromialgia;
  • Alzheimer;
  • Esofagite;
  • Fadiga crônica;
  • Obesidade;
  • Falência de múltiplos órgãos;
  • Pancreatite;
  • Síndrome metabólica;
  • Déficit de atenção;
  • Hiperatividade;
  • Eczema;
  • Síndrome do intestino irritável;
  • Doença de Crohn;
  • Intolerância ao glúten;
  • Artrite e muitas outras.
YouTube video

 

Quais são as causas da Leaky Gut

A Leaky Gut pode surgir devido a várias situações. Todas elas fazem com que o intestino seja exposto com frequência e intensidade a um grande número de toxinas, que comprometem o seu funcionamento. Assim, podemos citar como causas principais:

Má alimentação

A má alimentação é a principal causa da síndrome intestinal absortiva, uma vez que é no intestino que parte das substâncias ingeridas é processada. 

O estilo de vida moderno que vivemos hoje é um grande estímulo para uma alimentação irregular. Temos muito acesso e consumimos com frequência os alimentos processados, que prejudicam a flora intestinal.

Trigo, alimentos com glúten, alimentos refinados e similares alteram a proteína que aumenta a permeabilidade do intestino. Por isso, o consumo destes itens deve ser moderado, especialmente se o indivíduo já apresenta algum sintoma da doença.

Disbiose

A disbiose também é uma alteração na flora intestinal que eleva o número de bactérias que vivem no local. Essas bactérias reduzem a capacidade de absorção do órgão e também desenvolvem diversos processos inflamatórios.

Ciclo circadiano irregular

O ciclo circadiano é o relógio biológico do indivíduo e que determina os melhores horários para se alimentar, dormir, estudar, se exercitar, etc. Quando está desregulado, algumas atividades não funcionam direito e uma delas é a absorção intestinal.

Estresse

Outro fator que pode desencadear problemas intestinais é o estresse, também muito comum na nossa realidade atual.

Além destas causas, existem outros fatores que interferem em menor ou maior grau sobre o intestino e podem aumentar os riscos da Leaky Gut. São eles:

  • Álcool;
  • Uso de medicamentos;
  • Alimentos com ingredientes artificiais, como corantes e adoçantes;
  • Consumo de alimentos anti-inflamatórios e ricos em agrotóxicos.

Como evitar e tratar 

A melhor maneira de evitar a Leaky Gut é combatendo as suas causas, pois elas são a raiz do problema. Desta forma, é necessário modificar alguns hábitos e comportamentos, como veremos a seguir:

Alimentação saudável e natural

Tentar manter uma alimentação saudável, natural, com o mínimo de industrializados e dando preferência para aqueles com ação anti-inflamatória. 

São exemplos de alimentos anti-inflamatórios: frutas vermelhas, alimentos de cor verde escura, peixes, azeite extra virgem, abacate, frutas cítricas, açafrão, chá verde e chocolate amargo. Veja nossa página sobre alimentação anti-inflamatória.

Atenção ao ciclo circadiano

Tentar encaixar as atividades de rotina de acordo com o funcionamento do relógio biológico. De uma maneira geral, o indivíduo pode evitar grandes quantidades de alimento à noite, dormir o suficiente, fazer exercícios físicos durante o dia e se expor ao sol logo pela manhã.

Evitar situações de estresse

Encaixar na rotina alguns hábitos que deixam o dia e a mente mais leves, como fazer exercícios físicos, ter contato com a natureza, dormir bem, ter momentos de lazer dentre outras práticas saudáveis.

Evitar o consumo de álcool

O álcool libera toxinas no organismo e sobrecarrega o funcionamento do fígado. Portanto, deve ser evitado ou consumido com moderação.

Acompanhamento médico

O médico será responsável por rastrear a causa do Leaky Gut e indicar o melhor tratamento. Por isso, é fundamental anotar os sintomas e repassar ao profissional na hora da consulta para facilitar o diagnóstico e possibilitar um tratamento específico.

Nem sempre o médico identifica a doença, de fato, e acaba tratando o sintoma. É uma prática comum, mas não a correta. Para que o Leaky Gut, e qualquer outro problema de saúde, sejam controlados ou curados é primordial que as causas sejam descobertas e sanadas. Assim, os sintomas desaparecerão naturalmente.

 

 

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

>
Rolar para cima
× Precisa de ajuda? Fale conosco! Available from 08:00 to 20:30