O Impacto do Whey Protein na Saúde Vascular

No universo da nutrição esportiva e da saúde, o whey protein emerge como um dos suplementos mais populares entre aqueles que buscam melhoria na composição corporal e no desempenho físico. Tradicionalmente conhecido por seu papel crucial no auxílio ao ganho de massa muscular, recentes investigações científicas apontam para benefícios que transcendem a musculatura, alcançando a saúde cardiovascular e a função vascular. Este artigo visa explorar a relação entre o consumo de whey protein e sua influência na saúde vascular, iluminando aspectos muitas vezes negligenciados desse suplemento.

Sumário

O vídeo aborda o impacto do whey protein, um suplemento popular entre atletas e praticantes de musculação, na função vascular e, por extensão, na saúde cardiovascular. O Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular, explora os benefícios do whey protein derivado do leite, destacando sua importância na reparação muscular pós-exercício e em várias outras funções corporais, como o sistema imunológico e a saúde óssea. O vídeo também discute o papel do whey protein na melhoria da função endotelial e na potencial redução da pressão arterial, especialmente em adultos com sobrepeso, e enfatiza a necessidade de escolher produtos de whey protein puros, sem contaminação. Além disso, são apresentadas alternativas de proteínas para inclusão na dieta diária, como ovos, peito de frango, iogurte grego, leguminosas, tofu, nozes e sementes, e discutidos os potenciais efeitos colaterais do whey protein, como intolerâncias e alergias.

Hoje nós vamos falar sobre um assunto fascinante que é o efeito do whey protein da proteína do leite na nossa função vascular. Sim, eu estou falando daquele suplemento muito utilizado para quem está fazendo exercício ou para quem está fazendo musculação para quem está querendo ganhar músculo. Isso é muito importante porque as doenças cardiovasculares estão crescendo muito no mundo e a disfunção vascular é algo que a gente tem que combater. Então, todas as armas que tiverem à disposição a gente tem que utilizar. Eu sou o Dr. Alexandre Amato, cirurgião vascular do Instituto Amato, e ajudo pessoas com problema de circulação a entenderem o seu problema e a melhorarem a sua qualidade de vida. Então vamos lá. Deixa eu só explicar uma coisa Whey Protein Whey significa soro em inglês, é a soro do leite. Então existem outras proteínas no mercado, outras proteínas de outra fonte, fonte vegetal ou carne, colágeno e outros. Mas aqui eu estou falando do Whey protein, que é o derivado do leite. Você usa alguma dessas proteínas no seu dia a dia por alguma razão? Quanto? Lá embaixo nos comentários que eu quero saber. Em primeiro lugar, pra que a gente ingere proteína? A proteína é muito importante no nosso corpo, por várias razões, mas principalmente para construir e para melhorar a função muscular após o exercício físico. Normalmente tem lesão de fibras musculares e é necessário o consumo de proteína. O teor de proteína, disposição para que o corpo consiga reparar esses danos e crescer. É assim que o músculo se desenvolve. Mas as proteínas também são essenciais para várias outras funções corporais. Então, desde a produção de enzimas, produção de substâncias, nosso metabolismo depende das proteínas. Os ossos também precisam. Não é só de cálcio que o osso vive, precisa de proteína também. O nosso sistema imunológico vive de proteína, então se não tiver proteína, a gente vai ter uma baixa, uma queda da imunidade. E eu vejo muita gente aqui no consultório que chega e fala assim Ah, eu tenho uma alimentação, eu não gosto de proteína, eu como só carboidrato, Gente, não dá pra viver, não dá para desenvolver se comendo só carboidrato. A gente precisa ter uma dieta balanceada. A proteína é necessária. Essas mesmas pessoas que não comem proteína reclamam que não ganho massa muscular ou que não conseguem perder gordura. Então a gente tem que consertar isso, tem que dar um aporte para o nosso corpo para conseguir desenvolver a musculatura. Eu vou falar aqui sobre whey protein, mas lá no final do vídeo eu vou dar também seis proteínas fáceis para você colocar no seu dia a dia, sem a necessidade do Whey Protein. Preciso lembrar que o whey protein pode ter efeito colateral, então como ele é feito da proteína do leite, pode desencadear algumas alergias, algumas intolerâncias e assim acabar disparando alguns sintomas como dor de cabeça, fadiga, inchaço abdominal, diarreia, dor abdominal, tudo isso pode acabar sendo desencadeado então pelo contato com essas proteínas do leite. Além disso, dependendo das bactérias que estão vivendo no seu intestino, dependendo da sua microbiota, pode ocorrer uma fermentação maior dessa desse whey protein lá no seu colo também, gerando mais gases. Então a proteína do soro do leite ela pode ser apreciada também pela capacidade de ter esses produtos bioativos que tem uma influência na circulação, uma influência cardiovascular. Então, lembrando, o leite tem dois grupos de proteínas. O primeiro grupo de proteínas são as caseína. Whey protein tem então várias outras proteínas são a beta láctea, O Globo Lina tem imunoglobulinas, tem a alfa lacto linas. São várias proteínas aí uma mistura de todas elas e compreende então 20% de todas as proteínas do leite. Todas essas proteínas tem efeitos antioxidantes de melhora da imunidade. Já foi demonstrado também efeito anti trombo ótico e até mesmo alguns efeitos antimicrobianos. Então, com relação ao crescimento muscular, as proteínas do leite já se demonstraram extremamente eficazes e até melhor do que várias outras no desenvolvimento da massa magra. Mas agora eu quero saber é o que a gente vai falar aqui? Qual é o impacto na circulação? Qual é o impacto vascular, afinal? Ela é vendida como o suplemento alimentar? Está todo mundo comprando, usando aí, sem um acompanhamento médico ou mesmo nutricional? Será que o impacto vascular é positivo ou negativo? Então, o Whey Protein ele tem uma alta quantidade de arginina, que é um dos precursores do óxido nítrico que eu já falei várias vezes aqui no nosso canal, que é produzido no nosso endotélio, que é aquela primeira camada de células a dentro do vaso e é responsável pela vasodilatação e a proteção desse próprio endotélio. Então, o óxido nítrico, ele é super saudável, a gente tem que estimular isso e a gente vai perdendo isso na disfunção vascular. E o leite, então? Ou as proteínas do leite vão ter arginina, que é um precursor. É algo que pode gerar aí a formação de mais óxido nítrico. Mas será que é isso mesmo que acontece? Alguns trabalhos mostraram que, apesar de ocorrer uma vasodilatação, não ocorreu o aumento do óxido nítrico. Então talvez essa vasodilatação não esteja relacionado a esse aumento do óxido nítrico. Talvez seja por uma outra via, mas que ocorre no final. Essa vasodilatação que é benéfica. Ocorre então o endotélio vascular. Ele é responsável pelo tônus vascular, pela coagulação, pela formação de trombo dentro do vaso e pela vasodilatação, pela vasoconstrição e uma camada de células extremamente ativa. Antigamente, as pessoas imaginavam que era apenas um filtro que estava lá paradinho, Não fazia nada. Mas não. Ele produz substâncias e ele é extremamente reativo a outras substâncias. E ele é diretamente responsável por toda a determinação do fluxo sanguíneo. Mas basicamente, o que você precisa lembrar é função endotelial, boa circulação, boa. É isso que a gente tem que saber. E alguns trabalhos mostraram que o whey protein ele melhora essa função endotelial e diminui um pouco a pressão arterial, principalmente em adultos com sobrepeso. O consumo da proteína do leite foi mostrado. Foi demonstrado em trabalho científico que ela aumenta a vasodilatação independente do fluxo, e isso é um indicador indireto da função endotelial, que está boa agora em estudos de longo prazo e estudos mais crônicos. Aí, pacientes que tinham hipertensão tinham doenças que poderiam levar ao endurecimento dessa parede. O uso do whey protein diminuiu esse endurecimento. Uma outra metanálise maior mostrou que não houve variação tão aí no óxido nítrico. E indivíduos mais idosos, com mais idade e uma hipertensão já instalada. O whey protein demonstrou que consegue diminuir a pressão sistólica, apontando para uma melhora da função vascular. Então, surpreendentemente, o whey protein ele pode ser mais do que só um suplemento pra ganhar músculo. Ele pode sim também ajudar a combater a formação e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Então vamos lá com qual tomar? E como tomar um whey protein? Em primeiro lugar, a gente tem que ter muito cuidado com contaminação, porque como é um suplemento que de pessoas que estão fazendo exercício, querendo ganhar massa muscular e no mercado a gente sabe que existe um pouquinho de contaminação com alguns hormônios, Tudo isso pra aumentar a massa muscular. E esses aí que podem ser assim até idolatrados pelo seu efeito na musculatura. Esses são os piores, porque existem substâncias ali que também estão agindo na circulação, também estão agindo de forma maléfica. Então eu estou falando o whey protein puro, que não tem contaminação com nada e a gente sabe que a necessidade de proteína diária para uma pessoa é de 0,8 gramas por quilo de peso. Agora, se ela tiver fazendo exercício para ganhar massa muscular, isso pode subir pra 1,2 gramas por quilo de peso até 1,82 gramas por quilo de peso, de forma que uma pessoa com 70 quilos, por exemplo, ela precisa de 84 a 140 gramas de proteína diária. A gente não precisa colocar toda essa proteína direto, é só com o whey protein Whey protein. Ele tem que entrar como um algo a mais para completar o que está sendo ingerido. Na alimentação normal. Uma dose de whey protein tem em torno de 20 gramas a 30 gramas de proteína, então é uma boa dose de início, aí pra todo mundo não é muito. E não é exagerar. E você pode completar com o uso das outras proteínas que eu vou falar logo em seguida. Um medo frequente das pessoas que estão tentando perder peso é eu vou colocar mais proteína, eu vou ganhar mais peso, Mas na verdade a proteína aumenta a saciedade, então diminui a fome e o carboidrato a gente digere muito rápido, entra para circulação muito rápido, em pico glicêmico, que dá aquela vontade de comer daqui a duas, três horas. A proteína, não a proteína. Ela leva mais tempo para ser digerida. Ela vai ficar no nosso corpo com aquela sensação de estou, estou pleno, não preciso de mais comida. Então ela pode ajudar, inclusive na perda de peso. Existem três tipos de whey protein no mercado o EI concentrado, que é o menos filtrado e o mais barato e o mais disponível. Tem bastante carboidrato e gordura misturado. Esse tem mais chance de causar intolerância, porque vai ter mais elementos do leite diluídos ali. Aí depois tem o whey protein isolado, que ele tem uma filtragem melhor 90 puro. Então, nesse processo todo é retirado boa parte do carboidrato, boa parte da gordura ele diminui e todos os efeitos de intolerância e aumenta a pureza, a quantidade de proteína. E tem o whey protein hidrolisado, que é aquele pré digerido. Ele passou por um processo em que as proteínas foram quebradas em aminoácidos menores, então tem menos chance ainda de causar algum tipo de intolerância. E como são moléculas menores, a absorção também é muito mais rápida. Então vamos lá. Quais são as seis proteínas que você pode usar para completar a necessidade diária de proteína que todo mundo tem? Ovos. Imagina que de um ovo nasce uma galinha inteira e é muito rico em proteína. Além disso, é fácil de cozinhar. Tem um monte de receita que dá pra colocar em vários pratos, não tem dificuldade nenhuma, não precisa fazer igual Rock Balboa lá atrás. O que tomava o ovo cru não precisa disso. O peito de frango também é uma ótima fonte de proteína. Boa parte das pessoas gostam. É fácil de fazer. É uma proteína magra que pode ser feita de várias formas e também acrescentado em vários pratos. O iogurte grego. Ele também é muito rico em proteína. Pode ser usado num lanche, num café da manhã. Ele é muito rico em probióticos, mas tem que lembrar que ele também é um derivado do leite e é muito importante na alimentação também a variedade de alimentos. Então, se você está lá com whey protein, que é de leite, mas iogurte que é de leite, aí qual algum outro queijo? Aí começa a colocar um monte de coisa de leite. No final, você está hiper estimulando o corpo com um alimento só. Leguminosas como feijão, ervilha e grão de bico são não só ricos em proteína, mas também ricos em fibras. Então, para os vegetarianos veganos é uma boa solução. Mas não precisa ser só pra eles também, né? Todo mundo pode se beneficiar desses grãos. Tofu também é muito rico em proteína de um derivado da soja. Aí eu vou confessar que eu já tentei fazer várias coisas com tofu e não aprendi. Se você tiver alguma receita, me ajuda, coloca lá embaixo ou alguma sugestão que eu quero saber. Nozes e sementes, sementes de chia, amêndoa, semente, abóbora são várias também que possuem algum tipo de proteína e que pode ajudar. Então eu preciso lembrar que ainda é necessário muita pesquisa pra definir todo o efeito do whey protein na saúde cardiovascular, mas esses resultados iniciais, eles são animadores, mostram que realmente podem ajudar. Agora, o ganho de massa muscular com certeza ajuda a saúde circulatória. Então, se você está usando o whey protein pra ganhar massa muscular e indiretamente melhora a saúde circulatória, isso não tem dúvida nenhuma que vai funcionar. Agora a questão aqui é se diretamente o whey protein já vai atuar direto na parede vascular e parece que sim, parece que ajuda. E ficou surpreso com esse efeito do whey protein na nossa circulação? Gostou do nosso vídeo e inscreva se lá embaixo! Fica ai que eu vou colocar o próximo melhor vídeo para você assistir.v

Nutri Whey Protein 907g Integralmedica - Chocolate
Probiótica 100% Pure Whey Nova Fórmula - 900G Chocolate -
Integralmedica Iso Triple Zero Pt 900G Baunilha 900G
Dux Nutrition Whey Protein Hydro Baunilha - Pote 900 G
Dux Nutrition Whey Protein Isolado Baunilha - Pote 900 G
Nutri Whey Protein 907g Integralmedica - Chocolate
Probiótica 100% Pure Whey Nova Fórmula - 900G Chocolate -
Integralmedica Iso Triple Zero Pt 900G Baunilha 900G
Dux Nutrition Whey Protein Hydro Baunilha - Pote 900 G
Dux Nutrition Whey Protein Isolado Baunilha - Pote 900 G
-
-
-
-
-
R$ 64,81
R$ 97,90
R$ 192,99
R$ 280,61
R$ 195,13
Nutri Whey Protein 907g Integralmedica - Chocolate
Nutri Whey Protein 907g Integralmedica - Chocolate
-
R$ 64,81
Probiótica 100% Pure Whey Nova Fórmula - 900G Chocolate -
Probiótica 100% Pure Whey Nova Fórmula - 900G Chocolate -
-
R$ 97,90
Integralmedica Iso Triple Zero Pt 900G Baunilha 900G
Integralmedica Iso Triple Zero Pt 900G Baunilha 900G
-
R$ 192,99
Dux Nutrition Whey Protein Hydro Baunilha - Pote 900 G
Dux Nutrition Whey Protein Hydro Baunilha - Pote 900 G
-
R$ 280,61
Dux Nutrition Whey Protein Isolado Baunilha - Pote 900 G
Dux Nutrition Whey Protein Isolado Baunilha - Pote 900 G
-
R$ 195,13

Proteína: Um Pilar da Saúde

A ingestão adequada de proteínas é fundamental para o corpo humano, não apenas para a reparação e crescimento muscular após exercícios físicos, mas também para o bom funcionamento de diversos sistemas. Proteínas participam ativamente na síntese de enzimas, hormônios, no fortalecimento do sistema imunológico e na manutenção da saúde óssea. Uma alimentação deficiente em proteínas pode resultar em uma série de desequilíbrios nutricionais, afetando negativamente a saúde global do indivíduo.

Whey Protein: Além da Musculatura

O whey protein, ou proteína do soro do leite, destaca-se não apenas pela sua alta qualidade e valor biológico, mas também por sua riqueza em aminoácidos essenciais, incluindo a arginina, precursora do óxido nítrico. Este composto desempenha um papel vital na manutenção da saúde endotelial, responsável pela regulação do tônus vascular e pela prevenção de processos patológicos que podem levar a doenças cardiovasculares.

Estudos científicos apontam que o whey protein pode exercer efeitos positivos na função vascular, promovendo vasodilatação e potencialmente melhorando a pressão arterial, especialmente em indivíduos com sobrepeso ou hipertensos. Embora a relação exata entre o whey protein, a produção de óxido nítrico e a saúde cardiovascular ainda requeira mais pesquisas, os dados disponíveis são promissores.

Precauções e Considerações

Apesar de seus benefícios, é importante considerar potenciais efeitos colaterais associados ao consumo de whey protein, especialmente em indivíduos com intolerância à lactose ou alergias a componentes do leite. A escolha de um produto de qualidade, livre de contaminantes e adequado ao perfil de tolerância de cada pessoa, é crucial para maximizar os benefícios e minimizar riscos.

Nutrição Balanceada: A Chave para a Saúde

A incorporação do whey protein na dieta deve ser feita dentro de um contexto de alimentação balanceada, complementando e não substituindo outras fontes proteicas de alta qualidade. A diversificação na ingestão de proteínas, incluindo fontes vegetais e animais, é essencial para garantir um espectro completo de aminoácidos e outros nutrientes necessários para a saúde ótima.

Conclusão

O whey protein se apresenta não apenas como um aliado no ganho de massa muscular, mas também como um potencial contribuinte para a saúde vascular e prevenção de doenças cardiovasculares. Seu consumo consciente, aliado a uma dieta equilibrada e a um estilo de vida saudável, pode oferecer benefícios significativos para a saúde circulatória. À medida que mais pesquisas forem conduzidas, espera-se ampliar o entendimento sobre os mecanismos pelos quais o whey protein influencia positivamente a função vascular e a saúde cardiovascular.

>
Rolar para cima
error: Alert: Content selection is disabled!!