fbpx

Fibras e laxantes: conheça as diferenças

Diferenças entre fibras e laxantes
()

O que você faz quando está com o intestino preso? Consome mais fibras ou usa laxantes? Muita gente acha que é a mesma coisa, mas não é. Fibras e laxantes não são sinônimos, apesar de terem um objetivo em comum: fazer o intestino funcionar corretamente.

No artigo de hoje vamos falar um pouco mais sobre esse assunto, aprender a diferenciar essas duas substâncias e saber também qual delas é o melhor para que você tenha uma vida mais equilibrada e saudável.


Para que servem as fibras e os laxantes?

Como dissemos, as fibras e os laxantes são consumidos por pessoas que sofrem com a desagradável prisão de ventre, também chamada de constipação intestinal. O ideal é que o intestino funcione direitinho e o indivíduo consiga realizar as suas necessidades de forma frequente, sem dores e outros incômodos.

Infelizmente, não é isso que acontece sempre. Muitas pessoas reclamam de dificuldade de evacuar, de dores na região da barriga, de cólicas intestinais, excesso de gases, fezes duras e dores durante a evacuação.

São sintomas típicos da prisão de ventre e que devem ser tratados. O que parece ser apenas uma irregularidade do organismo pode se tornar crônico e desencadear muitas outras enfermidades como lacerações no ânus e hemorróidas, por exemplo. Já foi até estudado como possível desencadeador de varizes.

Tanto as fibras quanto os laxantes são usados para combater esses sintomas. As fibras são as mais recomendadas por serem substâncias naturais e devem ser consumidas diariamente. Já os laxantes devem ser usados com recomendação médica e apenas em situações esporádicas porque também podem causar danos à saúde.

Fibras: o que são e onde encontrá-las

Podemos definir as fibras como a parte não digerível dos alimentos que consumimos. Por não serem digeridas pelo nosso sistema digestivo e nem absorvidas pelo intestino, as fibras contribuem para formar o bolo fecal e facilitar o trânsito intestinal.

As fibras solúveis, por exemplo, encontradas em frutas e vegetais absorvem água e ajudam na formação das fezes, evitando que elas fiquem ressecadas e dificultem a evacuação. Por isso é tão importante ter uma alimentação baseada em alimentos naturais, como por exemplo:

  • Frutas com casca, legumes, verduras e vegetais;

  • Feijão, ervilha, soja e outros grãos;

  • Sementes e oleaginosas;

  • Alimentos integrais como arroz e macarrão;

As fibras devem ser consumidas diariamente, em todas as refeições para que possam realizar uma de suas funções que é ajudar a regular o intestino, evitando a prisão de ventre.

É importante frisar que é preciso ingerir a quantidade correta de água, entre 2 e 3 litros, para que não aconteça um efeito contrário e o acúmulo de fibras atrapalhem o intestino. Então, a dica é: coma fibras e beba muita água.

Laxantes: o que são?

Os laxantes são produtos farmacológicos elaborados pelas empresas para serem usados por pessoas que sofrem com prisão de ventre. A função dos laxantes comerciais é a mesma das fibras: fazer o intestino funcionar.

No entanto, os laxantes são medicamentos e não podem ser usados de forma indiscriminada, apesar de ser muito fácil encontrar vários tipos deles em farmácias e outros locais de venda. O uso sem orientação médica e de forma exagerada pode provocar sérios riscos à saúde intestinal do indivíduo e ainda não corrigir o problema da prisão de ventre.

Os laxantes devem ser usados esporadicamente, apenas diante de uma necessidade mais urgente, mas nunca como um mecanismo fácil e rápido para fazer você evacuar do jeito que deveria.

Mas, como o laxante funciona? Bem, existem vários tipos no mercado e eles podem agir de maneiras diferentes. Alguns laxantes ajudam o organismo a acumular mais água o que é muito importante para evitar o ressecamento das fezes e ajuda o intestino a trabalhar.

Outros tipos de laxantes auxiliam o intestino a realizar as movimentações naturais que ele precisa executar para fazer com que as fezes sejam eliminadas. Ou seja, funcionam como um ajudante do intestino nessa função de expelir as fezes através da movimentação das paredes do órgão.

O principal problema do laxante é acostumar o intestino a funcionar apenas com o uso dessas substâncias. Se você é um consumidor assíduo de laxantes, você faz com que o seu intestino fique dependente daquele medicamento e ele aprende a agir apenas quando entra em contato com esse produto.

Quando deixar de tomar o laxante, o intestino não vai mais atuar corretamente e é aí que a prisão de ventre surge com bastante força trazendo junto todos os desagradáveis sintomas que listamos mais acima.

Fibras e laxantes são a mesma coisa?

Como vimos ao longo do artigo, fibras e laxantes não são a mesma coisa. As fibras são substâncias naturais encontradas em alimentos como frutas, verduras, grãos, sementes e vegetais.

Já o laxante é um medicamento comercializado em farmácias. Ambos têm a mesma função, porém, o consumo do laxante deve ser feito com moderação e orientação médica, diferente das fibras que devem ser ingeridas todos os dias, em quantidades normais, e sempre acompanhadas de água.

Também é importante ressaltar que o termo “laxante” é muito utilizado para caracterizar aqueles alimentos que ajudam a soltar o intestino.

Ouvimos sempre dizer que o mamão tem efeito laxante, por exemplo, por que ele solta o intestino preso. Nesse caso, laxante é uma característica. E no caso do medicamento, laxante é o próprio produto.

O que fazer para o intestino funcionar corretamente?

É muito comum ver pessoas que sofrem com prisão de ventre usando laxantes para soltar o intestino e poder evacuar tranquilamente. Como já vimos, essa prática não é adequada.

Mais do que apenas “soltar” o intestino é preciso entender por que ele está agindo daquela forma e só assim tomar as medidas de prevenção e combate aos sintomas. Veja algumas dicas de manter o seu intestino saudável e funcionando corretamente.

  • A base da sua alimentação deve ser alimentos naturais com ingestão de frutas com casca, vegetais folhosos, feijão, ervilha, soja, sementes como linhaça, chia e semente de girassol. Mamão e ameixa possuem ótimas propriedades laxantes também;

  • Prefira produtos integrais em vez dos refinados;

  • Evite alimentos que costumam “prender” o intestino como carne vermelha, processados e produtos feitos à base de farinha de trigo refinada;

  • Fracione as suas refeições comendo mais vezes ao longo do dia e em quantidade menores;

  • Beba água o dia todo, várias vezes ao dia;

  • Faça exercícios físicos. Fazer atividade física auxilia nos movimentos do intestino e ajuda na eliminação das fezes;

  • Tente estabelecer um horário para fazer a sua evacuação. Geralmente o período da manhã é mais recomendado. Tente ajustar esse hábito à sua rotina.

Como você viu, fibras e laxantes não são a mesma coisa. Ambos possuem funções semelhantes, mas também muitas diferenças. Para garantir um intestino saudável e funcionando corretamente ajuste a sua alimentação e adote outros hábitos saudáveis. Em pouco tempo você verá bons resultados.

 

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

>
Rolar para cima
× Precisa de ajuda? Fale conosco! Available from 08:00 to 20:30